Moacir Marafon. Foto: divulgação.

A Softplan/Poligraph, desenvolvedora catarinense de software de gestão para empresas e setor público, expandiu a sua operação na região metropolitana de Florianópolis, com a abertura de uma nova unidade na incubadora tecnológica de Palhoça, no bairro Pedra Branca.

Com a expansão, a empresa pretende intensificar sua operação para o novo ano, prevendo um crescimento de 20% em seu faturamento, rumo a meta de duplicar sua receita de 2010 até 2015.

A companhia não abriu seus ganhos em 2013, mas em 2012 a empresa contabilizou R$ 144 milhões, um aumento de 47% ao registrado em 2011, que foi de R$ 98 milhões.

O espaço, que tem capacidade para 65 colaboradores, tem o objetivo de descentralizar a produção da empresa, que tem sua matriz em Florianópolis, uma unidade em Natal, e abriu em 2013 sua operação em Lages, no planalto catarinense, com investimento de cerca de R$ 1,3 milhão.

Além disso, a empresa deve concluir em 2014 a sua nova sede em Florianópolis, que fica no parque tecnológico Sapiens Parque, em um investimento de R$ 40 milhões.

Segundo Moacir Marafon, diretor da empresa, 22 funcionários foram remanejados da matriz para a nova filial, que terá no início um núcleo dedicado de programadores das unidades de Justiça e Gestão Pública.

Conforme destaca o executivo, uma das metas com a nova unidade é contribuir para o desenvolvimento da região, como uma das empresas âncora da nova incubadora, se incluindo no conceito de cidade inteligente do bairro projetado Pedra Branca.

Outro aspecto importante apontado por Marafon é a praticidade que esta decisão traz para muitos funcionários da companhia que moram nas proximidades desta região, mais afastados da ilha.

"A oportunidade de ter uma filial no continente contribuiu para que hoje os profissionais que residem nas proximidades desta região possam ter mais qualidade de vida. Em contrapartida, a empresa colabora para a mobilidade urbana da grande Florianópolis", explica o executivo.

Marafon também espera aproveitar a unidade para atrair estudantes de ensino superior nas cidades próximas, assim como fez na unidade de Lages, em que contratou jovens do programa Geração TEC, iniciativa do Governo do Estado de SC para capacitar programadores.

No total, a Softplan/Polygraph conta com cerca de 1500 colaboradores, atuando há 23 anos no desenvolvimento de softwares de gestão para segmentos como construção, administração pública, projetos co-financiados por organismos internacionais, departamentos de infraestrutura, transportes e obras, judiciário, Ministério Público e Procuradorias.

Suas soluções já estão presentes em todos os estados brasileiros, em países da América Latina e nos Estados Unidos.