Demi Getschko. Foto: divulgação.

Por seus serviços à frente de diversas empresas da internet brasileira, o engenheiro Demi Getschko é a primeira personalidade da web nacional a fazer parte do Hall da Fama da Internet.

O prêmio visa homenagear personalidades que de alguma maneira contribuíram para a evolução da world wide web em toda sua história.

Atual diretor do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), Getschko nasceu na Itália, mas foi no Brasil que se tornou um dos pioneiros da internet no país.

Por isso, ele recebeu em Hong Kong, ao lado de outros 23 nomes, a nomeação para a categoria “conectores globais” pela Internet Society (ISOC), criadora da premiação em 2012.

Segundo a entidade, sua contribuição mais lembrada vem de 1991, quando era coordenador de operações da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa. Na ocasião ele estabeleceu a primeira conexão no Brasil, ligando a Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (Fapesp) e a rede Energy Sciences Network, nos Estados Unidos.

Com a nomeação, Getshcko coloca seu nome ao lado de personalidades importantes para a web como Vinton Cerf, um dos pais da internet, co-criador do protocolo TCP/IP; Tim Berners-Lee, criador da World Wide Web.

Além de Linus Torvalds, criador do núcleo Linux; Richard Stallman, ativista e responsável pelo nascimento da Fundação do Software Livre; Jimmy Wales, fundador da Wikipedia; o ativista Aaron Swartz, co-criador do RSS e do site Reddit, entre outros.

Getschko atua desde 1995 como conselheiro do Comitê Gestor da Internet (CGI.br). Além disso, de 1996 a 2000 ele foi diretor de tecnologia da Agência Estado, e por dois períodos foi diretor da Icann, entidade dos Estados Unidos que faz a gestão de endereços da web e números IP.