ROBÔS

Seguros Unimed: RPA com Prime Control

11/04/2022 12:39

Com a tecnologia, a empresa afirma ter gerado uma economia de R$ 20 milhões.

A Seguros Unimed possui 22 escritórios pelo país. Foto: Divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

A Seguros Unimed, grupo segurador e braço financeiro do sistema de cooperativas médicas Unimed, adotou a solução de automação de processos robóticos (RPA, na sigla em inglês) desenvolvida pela Prime Control, paranaense especializada em testes e qualidade de software.

Dentro da área de sinistros de saúde, a empresa paga cerca de R$ 1 bilhão por ano em reembolsos e precisava de uma automação ágil para as análises e pagamentos. 

A companhia já tinha um robô responsável pela área, mas a ferramenta possuía altos custos de licença e manutenção, além de limitação ao desenvolver a automação dos processos por ser um sistema mais antigo.

Ao analisar os requerimentos, o time da Prime Control chegou à conclusão da necessidade de uma solução gerada pela segunda geração de RPA, com tecnologias de código aberto, sem custos de licença e sem limites de desenvolvimento.

No novo projeto, foi utilizada a nuvem programada para que os custos que são atrelados à aplicação fossem apenas com base nas horas utilizadas, gerando otimização e maior economia de tempo e dinheiro. 

“O objetivo era provar que todo o processo do reembolso poderia ser inteiramente tecnológico e independente, sem a necessidade de ter algum funcionário ditando comandos”, explica Jones Sabino, arquiteto responsável pelo projeto na Prime Control.

Segundo Sabino, isso viabilizaria a capacidade de suprir toda a demanda que a Unimed tinha no momento e, até mesmo, que viria a ter.

Para construir o robô, a empresa utilizou como base a linguagem Python e um conjunto de bibliotecas, sem outros fornecedores envolvidos.

A eficiência foi comprovada por uma prova de conceito (PoC) ainda em 2020 e o robô demorou um mês para ser desenvolvido e aplicado. 

Na primeira semana de uso, a solução analisou todo o material pendente.

A média de tempo para reembolso ganhou uma redução de oito minutos para 30 segundos, fazendo com que o departamento passasse de 16 para sete pessoas. Os funcionários restantes foram realocados em outras funções.

“A experiência do cliente teve um enorme salto de eficiência. Alguns segurados chegam a receber o reembolso em apenas 24 horas, um tempo recorde. Além de melhorar o relacionamento com o cliente, a Seguros Unimed teve uma economia de aproximadamente R$ 20 milhões”, afirma Sabino.

Atualmente, a Prime Control conta com um time dentro da Seguros Unimed, com uma área de desenvolvimento de robôs e automação de processos. Mais de 30 robôs já estão sendo utilizados pela empresa.

Eles fazem desde atividades simples, como a leitura inteligente de documentos, até processos de certidões de óbito, gerando um ganho operacional estimado em mais de R$ 100 milhões. 

Com sede em São Paulo, a Seguros Unimed atende cerca de 6 milhões de segurados nos  segmentos de saúde, odontologia, vida, previdência e ramos elementares.

Atualmente, a empresa conta com mais de 1,4 mil colaboradores e 22 escritórios pelo país.

Sediada em Curitiba, a Prime Control foi apontada pela ISG Provider Lens, em 2020, como líder do mercado intermediário de testes de softwares.

A empresa atende clientes como Grupo Boticário, Vivo, BRF, Sascar, Guide Investimentos, Totvs, Super Digital e Seguros Unimed.

Veja também

AUTOPEÇAS
MercadoCar sofre ataque cibernético

Incidente fechou as nove lojas da varejista, que tem faturamento na casa de R$ 1,1 bilhão.

NADA MAL
IFS vale US$ 10 bilhões

Discreta, empresa fala em até quintuplicar o valor nos próximos três anos.

MAÇÃS
Herval: e-commerce com Oracle

Varejista tem loja virtual focada na sua linha de produtos Apple para corporativo.

FINTECH
Celcoin recebe aporte de R$ 85 milhões

Investimento na plataforma de open finance foi da gestora paulista Innova Capital.

STARTUPS
Itaú prepara fundo de venture capital

Projeto contará com os fundadores da Redpoint Eventures.

CARREIRA
Carmela Borst é CEO da SoulCode

Executiva assume o comando da edtech de formação de desenvolvedores.