Eduardo Amorin. Foto: Fernando Conrado.

Eduardo Amorin saiu da Agiplan, onde era diretor de TI e também CEO do Agipag, um sistema de micropagamentos e conta digital no celular lançado no final do ano passado pelo banco gaúcho.

A informação é de fontes de mercado e foi confirmada pela reportagem do Baguete. Procurada, a Agiplan disse pelo meio da sua assessoria de imprensa que não vai comentar o assunto.

De acordo com o que o Baguete pode averiguar, Amorin está de saída para outra instituição financeira. 

O cargo de CIO do banco está sendo exercido interinamente por Rodolfo Marun, líder de arquitetura, BI e desenvolvimento de software da instituição financeira.

Amorin entrou na Agiplan em julho de 2014, vindo da Teleperfomance, um dos maiores call centers do país, onde era CIO. Amorin também foi CIO da AES Eletropaulo por dois anos.

A maior parte da sua experiência, no entanto, é no segmento financeiro, tendo passado sete anos como diretor adjunto de TI na Visa Vale e passagens pelas áreas de TI do ABN Amro, Unibanco e Banco Nacional.

Amorin participou do processo de incorporação no começo de 2016 do Banco Gerador, com forte atuação de varejo e atacado no Nordeste do Brasil e 200 mil clientes.

Com a aquisição a Agiplan, até então concentrada no mercado de empréstimos pessoais, se tornou um banco e deu um passo mais ousado no final do ano passado com o lançamento do Agipag.

Baseado na tecnologia de conta corrente do Gerador e tendo a Stefanni com uma participação minoritária, o Agipag é um sistema de micropagamentos móveis que ainda está dando os primeiros passos no mercado.