Sede do BDMG em Belo Horizonte. Foto: Divulgação.

O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), banco de fomento do Estado de Minas Gerais, implementou o Azure DevOps da Microsoft para estruturar o seu processo de desenvolvimento de software, em um projeto com consultoria da Stefanini.

A implementação durou seis meses, a metade do previsto no edital, e teve foco na automatização do processo de desenvolvimento de software, antes feito manualmente. 

O Azure DevOps tem a capacidade de fornecer o controle de versão, relatórios, gerenciamento de requisitos e de projetos, compilações automatizadas, entre outros recursos.

Foi criado um processo de rastreabilidade de aprovações internas, contando com a aplicação da metodologia DevOps que reúne um conjunto de práticas de gestão de software e permite a comunicação para integrar desenvolvedores (Dev) e profissionais de infraestrutura (Ops). 

O trabalho envolveu a integração das áreas de negócio com a TI por meio da implantação de 7 Squads de Negócio, como são conhecidos os times que conduzem o desenvolvimento de diferentes produtos ou linhas de negócios.

Outro desafio superado foi o de possibilitar que o BDMG realizasse o faturamento para os seus fornecedores de TI por meio da ferramenta Azure DevOps, evidenciando, de forma assertiva, todo o trabalho dessa área incluindo dados para futuras auditorias. 

“Estamos certos de que estas ações contribuirão para tornar o Banco cada vez mais sintonizado com as oportunidades geradas pela transformação digital e seu impacto nos modelos de negócio”, destaca João Edison Vaz Lopes, superintendente de TI do BDMG.