Foto: flickr.com/photos/ssalonso

A briga Microsoft x Google pelos serviços online voltados à educação e ao mercado corporativo acaba de esquentar com mais uma “vitória” da MS, divulgada nesta segunda-feira, 11.

O novo cliente da multi americana é o Lycée Molière, escola francesa bilingue da cidade do Rio de Janeiro, que escolheu a solução Microsoft Live@edu como plataforma de colaboração e comunicação para 900 usuários, entre professores, alunos e funcionários.

O coordenador de Informática da escola, Jean Pierre Caffé, destaca que a antiga solução utilizada para tal fim era do Google. E gerou várias reclamações.

"Pais de alunos que não recebiam comunicações do colégio vinham reclamando", afirma ele, referindo-se à versão free dos serviços de e-mail do Google que a escola usava até então.

Ao tentar solucionar a questão, Caffé descobriu que precisaria contratar a versão paga de sua solução Google para ter direito ao devido suporte.

“Então recorremos ao nosso parceiro de TI, a Lógica Informática, para nos ajudar nessa busca e optamos pelo Live@edu, que atendeu a todas as nossas necessidades”, afirma Caffé.

Desde então, o diretor garante não ter ocorrido mais falhas na troca de mensagens com os pais dos alunos.

“Além disso, agora temos acesso a relatórios completos de entrega dos e-mails. Caso algum não seja entregue, o que até hoje não ocorreu, nós ficaremos sabendo”, comemora.

PORTA ABERTA PARA A MS
A diretora de negócios da Lógica, Simone Pereira, detalha no que ajudam os tais relatórios.

Segundo ela, com o antigo sistema usado pela escola, se houvesse alguma indisponibilidade ou incompatibilidade dos sistemas, o e-mail se perdia, o destinatário não o recebia e o cliente não era notificado a respeito.

"O Live@edu resolveu isso, e a transição para a plataforma foi feita em poucos dias. A migração ocorreu sem interrupção da operação", afirma ela.

Por meio da ferramenta da Microsoft, a insitutição passou a ter acesso também a e-mail gratuito e diversos recursos de comunicação online, como Office Web Applications, tudo incorporado à mesma interface do Office usada por mais de 500 milhões de usuários em todo o mundo.

A partir do projeto, o Lycée Molière decidiu ampliar os investimentos em  Microsoft.

O MS Forefront Client Security, que já gerenciava as máquinas da escola, agora será atualizado para a versão mais recente.

A escola prevê também a implementação de uma solução de virtualização da Microsoft para que a imensa gama de softwares pedagógicos que utiliza não precise ser instalada manualmente em cada computador.

PONTO PARA O GOOGLE
Essa não é a primeira instituição a trocar Google por Microsoft.

A Lojas Renner relatou, recentemente, que adotou as soluções do Office na nuvem em detrimento do Google Web Apps.

A Microsoft, no entanto, não leva todas.

O governo de Santa Catarina está começando a adotar o Google Apps for Business, com 500 licenças do serviço de aplicações online, ao valor unitário de R$ 87,84 cada uma, totalizando R$ 43,9 mil, conforme o Diário Oficial, sendo adquiridas no mês de abril.

Caso o projeto, iniciado no Centro de Informática e Automação (Ciasc), se estenda para todos os usuários do estado, o Google pode faturar R$ 21,9 milhões.