Após anos de crescimento, as vendas de tablets pelo mundo caíram pela primeira vez no primeiro trimestre deste ano, segundo a NPD DisplaySearch. O estudo da empresa de pesquisas mostra que, nos primeiros três meses do ano foram embarcados 56 milhões de disposivos. O índice representa uma queda de 5% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram vendidos de 59 milhões de unidades.

O relatório atribui o declínio ao enfraquecimento da demanda por tablets menores, com tela entre 7 e 7,9 polegadas, que foram responsáveis por 58% dos embarques globais de tablets no ano passado. 

Na China e em outros mercados emergentes, a concorrência de smartphones com telas de 5,5 polegadas também está prejudicando a demanda por tablets, segundo a NPD.

Com a queda nas vendas durante o primeiro trimestre, a empresa de pesquisas espera que os embarques dos dispositivos cresçam 14%, para 285 milhões de unidades neste ano, projeção menor que a anterior, de 315 milhões de unidades. 

Em 2017, a taxa de crescimento anual deve desacelerar para um dígito, de acordo com a NPD.