Romeu Kettermann e Ely Antonio Mascia Neto, sócios da Performance Processos. Foto: Divulgação.

Ely Antonio Mascia Neto e Romeu Kettermann acabam de entrar no mercado de consultoria e serviços de tecnologia com a abertura da Performance Processos (PP).

Neto atuou na Totvs entre 2008 e 2016, quando participou de projetos em companhias como Kepler Weber, Gedore, Minuano e Fruki. Ele também foi analista de sistemas em dois clientes da Datasul: AES Uruguaiana e Minuano Alimentos.

Já Kettermann atuou na Kepler Weber entre 1991 e 2013, passando por cargos como analista e supervisor de TI. 

“A Performance Processos vem com o foco de ajudar os clientes em processos, pessoas e produtos. Vamos utilizar o conhecimento que temos nos segmentos de agro, manufatura, distribuição & logística e serviços & varejo, além de agregar parcerias em consultoria, negócios e ferramentas tecnológicas”, relata Mascia Neto.

A companhia atua em quatro áreas principais: consultoria em processos, consultoria em tecnologia, projetos e venda de ferramentas​.

No segmento de projetos, a empresa oferece serviços como implantações de ferramentas tecnológicas, gestão para infraestrutura e KPIs, suporte em TI e service desk, automações industriais com aderência a BPMs e análises de ferramentas de gestão.

Entre as parceiras da PP estão OpenTech (com soluções de gestão logística e gerenciamento de risco em transportes), Freedom (solução colaborativa e de performance), SiinosByte IT Solutions (que busca gerando inteligência com base em dados) e INPEC (conjunto de software para fazendas).

Hoje, a empresa atende a clientes como o Grupo Villani, de Panambi (RS), para o qual está desenvolvendo projetos em processos de loja, vendas e serviços. Já na Minuano, a PP foi contratada para um projeto de produção e chão de fábrica automatizado na fábrica de embutidos.

A companhia ainda tem clientes como Granja Sul, BBS Metal e Irgovel, todos no Rio Grande do Sul.