O Gartner anunciou as quatro empresas brasileiras selecionadas como Cool Vendors de 2017. Foto: Pixabay.

O Gartner anunciou as quatro empresas brasileiras selecionadas como Cool Vendors de 2017. A lista é formada por Getup Cloud, Konduto, MT4 Networks e Take.Net.

O estudo indica, desde 2013, os fornecedores de soluções brasileiros considerados pelo Gartner como interessantes e inovadores por seus produtos e serviços.

A Getup Cloud fornece uma plataforma em que é possível publicar, gerenciar e escalar aplicações em qualquer infraestrutura - em nuvem ou no próprio data center - mesmo em servidores físicos.

Entre os clientes da Getup Cloud estão MTV, Heineken, Honda, Tim e Michelin.

A companhia trabalha com as tecnologias Docker (para encapsular e rodar aplicações), Kubernetes (sistema open source desenvolvido pelo Google para automação de deployment, operações e escala de aplicações rodando em containers) e OpenShift Origin V3 (projeto open source desenvolvido pela Red Hat que oferece gerenciamento do ciclo de desenvolvimento e ferramentas DevOps).

Já a Konduto desenvolveu um sistema para barrar fraudes em transações online. Fundada em 2014, a empresa combina técnicas “tradicionais” da análise de risco (como checagem de dados cadastrais, device fingerprint e revisão manual) com duas camadas tecnológicas: inteligência artificial e monitoramento do comportamento de navegação e compra do usuário. 

A empresa recebeu há cerca de um mês um investimento de R$ 2,5 milhões do fundo Criatec 2, administrado pelo Bozano Investimentos e pela Triaxis Capital, em rodada que foi seguida por investidores anjos já acionistas. 

Com o aporte, a empresa pretende expandir internacionalmente, aumentar a equipe e desenvolver novos produtos.

Também na lista de Cool Vendors, a MT4 Networks surgiu em 2010 como uma divisão da empresa MT4 Tecnologia para atender a demanda por soluções e serviços especializados de redes.

A companhia oferece soluções de cofre de senhas (que faz o armazenamento de segredos e controle de acessos de alto privilégio), Auditoria de Redes (ferramenta de gestão de mudanças que monitora e audita as configurações realizadas na rede), soluções integradas (em que desenvolve softwares integrados para gestão de redes juntamente com fabricantes e clientes) e Topology Center (repositório central de topologias de redes que indexa os conteúdos existentes nos arquivos e permite realizar busca por informações).

Enquanto isso, a Take é criadora da plataforma BLiP, focada no desenvolvimento de chatbots. Fundada em 1999, a Take nasceu com a proposta de levar difundir a internet móvel, então uma novidade. Os ringtones foram a primeira aposta da empresa.

No decorrer dos anos 2000, a Take passou a desenvolver e gerenciar serviços de comunicação e conteúdo via SMS, como Tim Music Store, Vivo Chat e Vivo Dieta. 

Em 2005 a empresa foi vendida para a japonesa Faith, criadora da tecnologia de ringtone. Comprada de volta em 2008 pelos fundadores, a Take tem hoje o BLiP como seu principal produto. A plataforma de criação de gestão de chatbots é integrada a canais de mensagem como Facebook Messenger e Telegram.