Silvio Meira. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Sílvio Meira não é mais o cientista-chefe do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (C.E.S.A.R), depois de doze anos ocupando a posição principal na entidade.

O profissional deixa o cargo para se dedicar ao posto de professor de inovação do curso de Direito da Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro. Além disso, ele continuará como chefe criativo na Ikewai, rede de business designers e é baseada no Porto Digital, em Recife.

“Deixo, hoje, o principal instituto de inovação privado, auto-sustentado e sem fins lucrativos do Brasil para continuar cuidando de um monte de outros projetos: a Ikewai, o Porto Digital, várias startups, a instalação da Agência Recife de Inovação e Estratégia e começo, esta segunda, como professor [de inovação] da FGV Direito Rio. Mas SEMPRE serei C.E.S.A.R: não é porque você sai do C.E.S.A.R que o C.E.S.A.R sai de você...”, escreveu Meira.

Segundo informação do Meio & Mensagem, por enquanto o profissional deve ajudar na transição gradual das áreas sob sua liderança no centro de inovação, exercendo a função de assessoria especial.

O trabalho de mudança será conduzido por Meira ao lado do diretor presidente do C.E.S.A.R, Fabio Silva, que interinamente passará a acumular também a função de cientista-chefe.

Meira foi um dos idealizadores e fundadores do instituto. Antes de assumir como cientista-chefe, Meira foi presidente do centro por seis anos.