A Randon vai se instalar no Tecnopuc por meio do Instituto Hercílio Randon (IHR). Foto: Divulgação.

Será inaugurado na sexta-feira, 14 de agosto, o espaço da Randon no Tecnopuc. A empresa vai se instalar no parque por meio do Instituto Hercílio Randon (IHR). 

Pensado para ser um centro de desenvolvimento de soluções tecnológicas, o Instituto tem o objetivo de gerar novos produtos. Para a Randon, focada em soluções para o transporte rodoviário e ferroviário de carga e em autopeças, o IHR será um ponto de convergência para engenheiros e a comunidade científica e empresarial.

O Instituto terá sede no prédio 99A do Tecnopuc, em Porto Alegre. 

“A parceria do IHR com a PUCRS demonstra o quanto empresas de longa tradição estão atentas aos movimentos mundiais de inovação, contribuindo para o desenvolvimento da comunidade onde estão inseridas”, aponta Rafael Prikladnicki.

Para o superintendente do Instituto e diretor corporativo das Empresas Randon, Norberto Fabris, a parceria com o Tecnopuc busca uma aproximação com as várias áreas do conhecimento da universidade, bem como intercâmbio de experiências com empresas, institutos nacionais e internacionais. 

Para o diretor da Faculdade de Engenharia da PUCRS, Carlos Alexandre dos Santos, a aproximação com a Randon proporcionará vivências com atividades desenvolvidas no ambiente fabril. 

“Isto permite que o aprendizado e a troca de experiências nas diversas áreas das engenharias sejam baseados na resolução de problemas vivenciados no dia-a-dia da empresa”, considera.

Além disso, toda a infraestrutura do Tecnopuc também estará disponível aos engenheiros, assim como o Campo de Provas das Empresas Randon, localizado na Serra Gaúcha. 

Em Caxias do Sul, os engenheiros do IHR dispõem de uma sala própria nas instalações da Castertech Fundição e Tecnologia, onde são feitas reuniões para elaboração de planos e projetos a serem levados para o Instituto Hercílio Randon, em Porto Alegre.

O grupo Randon controla oito negócios nos segmentos de implementos rodoviários, ferroviários, veículos especiais, autopeças, sistemas automotivos e serviços.

Nos dois últimos anos, a empresa vem sentindo os efeitos da contratação da economia, mas ainda assim é um dos grandes grupos industriais do país. 

O lucro líquido da Randon atingiu uma queda de 99,1% no primeiro trimestre de 2015, passando de R$ 62,2 milhões no ano passado para R$ 557 mil.

O faturamento esperado para 2015 é de R$ 4,4 bilhões, uma queda de 21% frente aos resultados de 2014.