DIGITAL

RNI vende imóveis 100% on-line

11/08/2021 15:18

Incorporadora investiu R$ 1 milhão em solução de e-commerce da Accurate Software.

Nilson Neves, gerente de TI da RNI. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A RNI, companhia do ramo imobiliário do grupo Rodobens, investiu cerca de R$ 1 milhão na criação do seu e-commerce com a Accurate Software, paulista especializada em desenvolvimento de sistemas, para permitir a jornada de compra de imóveis de forma completamente virtual.

Segundo a empresa, o grupo iniciou um projeto para transformar a jornada do cliente há cerca de dois anos, mas faltava digitalizar o processo de compra. Então a RNI foi em busca de plataformas convencionais de e-commerce, porém nenhuma se enquadrou nas suas necessidades.

“É diferente de comprar um eletrodoméstico, de comprar um vestuário, você está comprando um imóvel, então a experiência do cliente tinha que ser diferente. Começamos a pesquisar no mercado e encontramos a Accurate, que já tinha desenvolvido alguns e-commerces neste contexto”, conta Nilson Neves, gerente de TI da RNI.

A Accurate já era fornecedora da Rodobens para o desenvolvimento de aplicações, mas nunca tinha emplacado um projeto significativo com a RNI. Em julho de 2020, a empresa de tecnologia topou desenvolver um projeto com preço, custo e prazo fechados. 

Após o protótipo da ideia, o projeto foi aprovado em setembro e houve um workshop com os principais heads da companhia para desenhar a jornada do cliente. A execução utilizou a metodologia de desenvolvimento ágil, gerando três produtos viáveis mínimos (MVPs, na sigla em inglês).

O primeiro foi lançado na black friday de 2020, mostrando os empreendimentos em cards para visualização, seleção do imóvel, tour virtual e agendamento virtual — considerando que alguns estandes de vendas estavam fechados por conta da pandemia.

“No caso do imóvel, é muito mais difícil e demorado para tomar uma decisão de compra. Você precisa conhecer o produto em todos os seus detalhes, então o tour virtual te dá essa possibilidade”, destaca Neves.

Os empreendimentos são mostrados com mais destaque de acordo com a localização do cliente, se ele permitir, mas também é possível priorizar a visualização de outras formas, como no caso de lançamentos ou empreendimentos mais procurados.

Na segunda fase, que entrou no ar em março deste ano, foi adicionada a simulação do financiamento.

Através do recurso, o cliente pode fazer uma simulação rápida, para ter uma ideia de como viabilizar a compra daquele empreendimento, navegando anonimamente, ou a simulação completa, que leva o possível comprador para uma área logada com identificação.

Para automatizar esse processo, a empresa entrou com o RPA da IBM, que pega esses dados, faz a simulação no banco financiador da obra e, em cerca de um ou dois minutos, devolve as informações para o e-commerce.

Isso gera um PDF, que é enviado ao e-mail do cliente e gravado na área logada do site, onde a pessoa pode abrir um fluxo de parcelamento considerando o valor aprovado através da renda e o número de meses para o financiamento.

No terceiro MVP, liberado em maio de 2021, entrou no ar o botão “quero comprar”, no qual o cliente é direcionado para a planta do empreendimento e escolhe detalhes como a quadra, torre, andar e unidade desejadas. 

O interessado é direcionado, então, para preencher todos os seus dados e gerar uma proposta. Ela, por sua vez, vai para um correspondente bancário junto àquela simulação inicial, que é aprovada ou não após uma análise de crédito mais aprofundada. 

Caso a proposta seja aprovada, o SAP checa se aquela unidade com aquele preço está disponível e o sistema libera automaticamente o contrato para o cliente, que é notificado por e-mail para fazer a assinatura eletrônica.

A etapa seguinte é o pagamento da parcela de sinal, que pode ser realizada com cartão de crédito, débito ou boleto e também é integrada com o banco. Uma vez paga essa entrada, o comprador pode acompanhar a evolução da obra através do mesmo site.

Toda a parte de infraestrutura da RNI está hoje na Microsoft Azure e a assinatura eletrônica é feita através da plataforma DocuSign. Em relação à segurança, a empresa usa uma solução da Fortinet e segue as políticas da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Através do CRM da Salesforce, os corretores e imobiliárias podem compartilhar seu link para o e-commerce e, clicando nele, o cliente fica sempre visualizando uma barra de atendimento com a foto, o nome, o telefone e o WhatsApp de um profissional — com a possibilidade de pedir ajuda a qualquer momento.

Caso o cliente não esteja convencido da compra totalmente virtual, é possível agendar pelo e-commerce uma visita presencial ao decorado ou, ainda, visitá-lo remotamente através do Teams com um corretor.

“Isso ajuda muito a levar um lead de mais qualidade para o nosso corretor. Quando o cliente marca a visita, ele já viu tudo do produto e vai realmente com dúvidas ou para conhecer o decorado e ver se é tudo aquilo mesmo que ele viu virtualmente”, explica o gerente de TI.

Alguns clientes, inclusive, entram no site, fazem a simulação e, quando o banco aprova, se assustam e vão até o estande. O corretor, por sua vez, faz a recepção mais preparado, já sabendo o que aquela pessoa está procurando e com informações como a renda e a simulação.

A digitalização fez o perfil da equipe de vendas da RNI mudar radicalmente, se renovando bastante desde o final de 2019. Esses profissionais precisam trabalhar bem no meio digital e fazer o atendimento, cumprindo metas que não são de vendas, mas de tarefas que levam às vendas — como falar no WhatsApp, por exemplo.

Henrique Cerqueira, diretor de vendas, marketing e novos negócios da RNI, conta que a pandemia acelerou muito o processo de digitalização da companhia, que havia começado a desenvolver um aplicativo de gestão integrada com CRM em 2019, mesmo ano em que entrou com a assinatura eletrônica no contrato digital.

“Quando você falava de contrato digital, por exemplo, nossa equipe não queria utilizar, não oferecia para o cliente. Então, quando veio a pandemia, foi uma questão de poucos dias até todo mundo entender a real necessidade disso e foi um impulsionador gigantesco para falar ‘agora é o momento’”, conta Cerqueira.

Antes da Covid-19, menos de 5% dos contratos eram realizados com assinatura eletrônica, número que hoje é de 95%. Além disso, a jornada do cliente levava até seis meses e, com o novo projeto, o tempo foi reduzido para algo entre 17 e 22 dias.

Com este cenário, a empresa acredita que ganhou entre 5 e 10 anos em evolução e aceitação.

Hoje, 95% dos clientes da RNI passam por algum tipo de financiamento bancário, enquanto os demais são investidores. Para aumentar esse segundo índice, a empresa está fazendo uma campanha para atingir os brasileiros que moram fora do país e queiram aproveitar a diferença da moeda para investir.

“Com o e-commerce, não tem mais fronteira. A gente consegue um alcance no Brasil inteiro, ou em qualquer lugar do mundo, de um empreendimento que está lançando em Campo Grande, por exemplo”, acrescenta o gerente de TI.

Para o futuro, ainda sem data definida, a empresa pretende transformar esse e-commerce em um marketplace, integrando lojas de móveis, eletrodomésticos e parceiros de serviços como pintura e hidráulica para o cliente já receber o imóvel completo e decorado.

Com 30 anos de atuação, a RNI está presente em mais de 60 cidades fora dos grandes centros de 12 estados brasileiros. A empresa já lançou 190 empreendimentos, resultando em um total de 72 mil unidades. Em 2020, teve lucro líquido de R$ 4,3 milhões, alta de 244%.

Fundada em 1992, a Accurate atua no desenvolvimento de softwares através de metodologias ágeis ou tradicionais para clientes como Oracle, Sem Parar, CCR, Grupo Pão de Açúcar, Claro, Gol, Hering, Gympass, Getnet e Banco BS2.

Veja também

E-COMMERCE
Infracommerce compra Tatix por R$ 124 mi

Esta é a segunda aquisição na companhia depois do IPO. Adquirida opera no mesmo segmento.

PAINÉIS
Brookfield compra Aldo Solar

Empresa vendeu um terço de todos os geradores que estão nos telhados do Brasil.

PAGAMENTOS
Aliexpress agora aceita PIX

Gigante chinesa é o primeiro marketplace internacional a aderir ao serviço.

E-COMMERCE
Ramatis Rodrigues agora é sócio da Shopper

O executivo vem da Linx e já passou por cadeiras C-level em empresas como Carrefour e Via Varejo.

PEDALANDO
Totvs: receita líquida cresce 21,7%

Empresa fatura R$ 763,3 milhões no segundo trimestre e aumenta o ritmo.

$$$
Nuvemshop prepara mega aporte

De acordo com o The Information, companhia está avaliada em US$ 2 bilhões.