A Claro anunciou nesta terça-feira, 11, a disponibilidade para clientes até o final do mês do Motorola Razr HD, primeiro celular habilitado pela operadora para uso de redes 4G fabricado no Brasil.

Na prática, os usuários poderão usar a rede 3G normal e o sinal 4G em funcionamento até agora em três cidades-piloto: Campos do Jordão, Búzios, Paraty além da região da Esplanada dos Ministérios, em Brasília.

O Motorola Razr HD, com sistema operacional Android e tela brilhante de alta definição com 4.7 polegadas, sai pors. por R$ 1.999 no plano pré-pago e R$ 999 no pós-pago. A Motorola não vai limitar as vendas somente à Claro.

A fabricante de celulares tem a expectativa que as redes 4G ajudem a aumentar as vendas. Segundo o Gartner, a empresa  tem 2,2% do mercado mundial em venda de celulares, ficando na penúltima colocação no top dez, à frente apenas da RIM.

De acordo com nota divulgada em agosto, a nova banda 4G adquirida pela Claro, com 40 MHz tem o dobro de capacidade e permitirá aos clientes da atingir uma “velocidade nominal” de até 100 Mbps.

Os equipamentos usados para oferecer o sinal serão Ericsson. A operadora não revelou o tamanho do investimento no projeto piloto. Os planos totais para 2012 chegam a R$ 3,5 bilhões, com outros R$ 2,8 bilhões serão aplicados até 2014, totalizando R$ 6,3 bilhões.

A promessa é ampliar esta cobertura para as cidades-sede da Copa das Confederações – Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e Salvador – até abril de 2013.

Caso cumprida, a meta significará quatro meses de antecipação em relação ao definido pela Anatel, que já divulgou que espera que até a metade de 2013, capitais e grandes centros já devem receber cobertura 4G.

A expectativa da Claro é que até o final de 2013, as outras cinco capitais, que serão sede da Copa do Mundo de 2014, também ganharão a cobertura.

São elas: Cuiabá, Manaus, Natal, Porto Alegre e São Paulo. A previsão é que até 2017 todas as cidades com mais de 30 mil habitantes tenham cobertura 4G da Claro.