A Br Supply, de São Leopoldo, acaba de lançar sua operação de e-commerce. Foto: Divulgação.

A Br Supply, empresa de suprimentos sediada em São Leopoldo, acaba de lançar sua operação de e-commerce.

O objetivo da empresa é usar a diversidade do catálogo, hoje com 8 mil produtos diferentes e clientes como DrogaRaia, Sapore, iPlace, ISS Grupo Pão de Açúcar e John Deer, para alavancar vendas em compradores menores.

“Queremos levar o poder de compra dos grandes para os pequenos”, afirma Luciano Stabel, gerente de e-commerce da Br Supply, destacando que o site tem uma oferta de 6 mil itens, cerca de 75% do catálogo total.

A diferença é representada basicamente por itens que a Br Supply vende de maneira customizada para clientes, com logotipos, por exemplo. O portal foi desenvolvido internamente, com apoio da WT, de Novo Hamburgo.

De acordo com Stabel, a variedade do catálogo da Br Supply, que no ano passado faturou R$ 84 milhões, é uma arma para enfrentar gigantes como a Kalunga, dona de um faturamento de R$ 1,5 bilhão, e a Staples, empresa americana 25 vezes maior, que está começando a colocar as asinhas de fora no Brasil.

“Essas empresas estão bastante focadas em material de escritório. Nossa seleção é bem mais diversa”, avalia o gerente de e-commerce da Br Supply, destacando que a linha de produtos oferecida vai desde material de escritórios até consumíveis, como café, açúcar e copos de plástico, passando por equipamentos de proteção individual.

Além da diversidade, a Br Supply quer competir em preços e condições. Uma parte não revelada do catálogo online será de produtos em regime de “outlet”, com descontos agressivos visando limpar pontas de estoque.

A empresa também oferece frete grátis para pedidos em algumas regiões do Rio Grande do Sul, onde já faz entregas com sua frota, e a partir de compras entre R$ 100 e R$ 500 dependendo da região geográfica do cliente.

As duas práticas são mais ou menos um standart no e-commerce. Stabel revela que está em estudo uma maneira de oferecer pagamento via boleto em 28 dias, algo que “ninguém tem”.

Stabel não abre detalhes sobre as expectativas de faturamento do e-commerce, mas acredita que no longo prazo esse canal pode responder pelo mesmo volume de vendas dos maiores clientes da Br Supply, que chegam a adquirir um milhão em materiais por mês.

A empresa fez preparações para isso, tendo recentemente duplicado seu centro de distribuição localizado em São Leopoldo para 12 mil metros quadrados com um investimento de R$ 10 milhões.

Com 200 empregados hoje, a Br Supply prepara também a abertura de uma filial em Barueri, na grande São Paulo.

Essa não é a primeira experiência da Br Supply com comércio eletrônico. Em 2008, a empresa lançou uma solução que permitia aos seus clientes criarem portais customizados de compras, com uma seleção de produtos específica.

O software, batizado de Supply Manager, funciona integrado a uma série de sistemas de gestão (SAP, Oracle, Microsoft, Totvs e NL, entre outros), permitindo em alguns casos substituir o módulo de compras. A BrSupply oferece ainda a estocagem dos produtos para as organizações.