Lori Grandin, diretora de prevenção a fraudes da Elo. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Elo, empresa brasileira de tecnologia de pagamentos, adotou a plataforma Falcon, da FICO, para combater fraudes em cartões de crédito e débito. 

A companhia buscava uma ferramenta que oferecesse proteção em escala, principalmente contra crimes em pagamentos virtuais, e optou pela ferramenta da FICO, que fornece acesso a um sistema que usa dados de transações de mais de 9 mil bancos globais.

Com o suporte de modelos de machine learning, inteligência artificial de autoaprendizagem e análise de perfis comportamentais em tempo real, a plataforma permite a identificação de novos padrões de fraude – contribuindo para o aprimoramento dos sistemas de segurança.

“O FICO Falcon ajudou a Elo a fornecer proteção não apenas contra os tipos de crimes financeiros mais conhecidos atualmente, mas também contra estratégias recém-criadas por criminosos e ainda pouco disseminadas”, afirma Guilherme Chaddad, diretor da área de meios de pagamentos da FICO América Latina.

Com a solução, a Elo identificou uma grande redução nos pontos-base, indicador que mede a efetividade da prevenção a fraudes.

Houve a diminuição de 15 pontos para todos os emissores da bandeira e de 33 para os dois principais, no caso de transações presenciais. Nas compras on-line, sem cartão físico, a queda chegou a 56 pontos.

“Quando a pandemia chegou, o FICO Falcon nos ajudou a monitorar as transações e a fornecer aos nossos emissores maior segurança, apesar das mudanças no comportamento dos clientes e dos tempos de incerteza”, conta Lori Grandin, diretora de prevenção a fraudes da Elo.

Fundada em 2011, a Elo é uma das principais empresas brasileiras de tecnologia de pagamentos. A bandeira tem mais de 140 milhões de cartões emitidos em parceria com mais de 30 emissores.

Seu cartão é aceito em 14 milhões de estabelecimentos em todo o país e em mais de 200 países e territórios através de uma parceria com a Discover Global Network, marca global de pagamentos da Discover Financial Services.

Só no último ano, a Elo processou 4,2 bilhões de transações, que somam mais de R$ 292 bilhões.

Fundada em 1956 e baseada no Vale do Silício, a FICO detém mais de 180 patentes de tecnologias, presentes em mais de 100 países. O mercado brasileiro está entre os cinco principais da empresa e figura como o principal na América Latina.

Entre os seus clientes no Brasil, estão Digio, Banco Original, Quod e Conductor.