A Adobe faturou US$ 4,80 bilhões no ano fiscal de 2015. Foto: Ken Wolter/Shutterstock.

A Adobe divulgou hoje os resultados financeiros do quarto trimestre e do ano fiscal de 2015, encerrado em 27 de novembro de 2015. Nos últimos 3 meses do ano, a Adobe alcançou receita de US$ 1,31 bilhão, representando um crescimento de 22% com relação ao mesmo período do ano anterior.

O crescimento no trimestre colaborou com a receita recorde de US$ 4,80 bilhões alcançadas pela companhia no ano fiscal. O valor representa um crescimento de 16% na comparação com o ano anterior.

A grande alta na recita está relacionada ao aumento dos assinantes do Creative Cloud. Segundo a empresa, 833 mil usuários se inscreveram na plataforma no quarto trimestre superando a previsão de 678,2 mil feita por analistas.

Entre os assinantes, cerca de 52% se inscreveram para o plano com preço mais alto, que reúne o pacote completo da Creative Cloud, enquanto o resto se inscreveu para produtos individuais. 

Dos softwares da companhia, o Photoshop Lightroom foi o que apresentou crescimento mais rápido neste ano. Os números demostram sucesso na mudança da Adobe para a venda de assinaturas de software no lugar da comercialização da licença feita anteriormente,

"O forte crescimento em todos os principais indicadores financeiros reflete o desempenho incrível que conseguimos alcançar no ano fiscal de 2015. Nossas metas financeiras a longo prazo, incluindo uma alta na receita de 20% até o ano fiscal de 2018, mostram que os benefícios da nossa mudança para a nuvem estão apenas começando", disse Mark Garrett, vice-presidente executivo e CFO da Adobe.