Locaweb dá passos iniciais para entrar na bolsa de valores. Foto: Pexels.

A Locaweb deu o primeiro passo para fazer a sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), ao pedir um registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

Segundo a minuta do prospecto preliminar divulgada nesta terça-feira, 11, a operação incluirá ofertas primária, papéis novos, cujos recursos irão para o caixa da empresa, e secundária, como são conhecidos os títulos detidos por sócios.

Vão vender participações o fundo de investimentos Silver Lake e os investidores pessoa física Andrea Gora Cohen, Claudio Gora e Gilberto Mautner, fundadores da Locaweb.

Na nota enviada à CVM, a Locaweb afirma ter 350,5 mil clientes ativos, com maior concentração em empresas de pequeno e médio portes.

Nos primeiros nove meses deste ano, a companhia teve receita líquida de R$ 280,5 milhões, um aumento de 21% ante mesma etapa de 2018. Já o Ebitda e o lucro líquido tiveram evolução de 50% e de 101%, respectivamente, para R$ 77,3 milhões e R$ 11,1 milhões.

Em março do ano passado, a companhia anunciou um novo CEO: Fernando Cirne, ex-diretor da Locaweb Serviços de Internet, o braço de varejo da empresa.

O novo CEO foi contratado em 2012 para liderar o marketing, vindo de uma carreira feita na Abril Mídia, onde foi diretor de E-Business, entre outras posições.

Nos últimos anos a Locaweb tem investido na ampliação de seu portfólio para reduzir a dependência do negócio de hospedagem de sites, mercado no qual foi uma das pioneiras no país, ainda no final dos anos 90.

Ferramentas de comércio eletrônico e ofertas no modelo de assinatura (SaaS) representam hoje 61% das vendas. 

No ano passado, a empresa adquiriu Cluster2GO, empresa de gerenciamento de serviços multicloud, entrando assim em um mercado quente no momento, pelo menos em nível corporativo.

A empresa conta hoje com cerca de 200 clientes, entre eles Cielo, Roche, Dotz e Banco Volks.

A Locaweb também segue reforçando sua presença no velho mercado de hospedagem: neste ano, comprou a KingHost, uma empresa sediada em Porto Alegre que está entre as maiores do país em hospedagem de sites.

Ao contrário de outras aquisições, no entanto, nesse caso a Locaweb optou por não fazer muito alarde sobre o assunto.