Fabiano Hessel.

A IPv7, uma consultoria de soluções de TI e telecom gaúcha, fechou um acordo com a PUC-RS para ceder em comodato equipamentos para o desenvolvimento de pesquisas e projetos na área de Internet das Coisas (IoT). 

Serão feitos investimentos em fibra óptica e equipamentos de última geração, incluindo plataforma de controle BI e software de gerenciamento total da rede no Smart City Innovation Center, localizado no Tecnopuc.

O Smart City Innovation Center foi criado no final de 2015 por meio de um acordo do Tecnopuc com a Huawei.

O centro tem como principal objetivo a pesquisa e o desenvolvimento de soluções voltadas para Cidades Inteligentes e Internet das Coisas, além de ser uma estrutura para testes e provas de conceitos que agreguem valor ao setor produtivo.

Segundo dados da PUC-RS, o campus central da universidade possui cerca de 55 hectares de extensão, com uma circulação média de 60 mil pessoas por dia.

"É um ótimo terreno para experimentar a aplicação e resultados de soluções em smart cities. Fazer isso em perímetro urbano seria algo bem mais complicado e custoso", afirma o professor Fabiano Hessel, responsável pelo centro.

Além do campus da PUC-RS, a Prefeitura de Porto Alegre, através da Procempa, também pretende testar as inovações da Huawei em seu projeto de revitalização do Quarto Distrito, antiga área industrial da cidade.

A IPv7 foi fundada em 2015 por Droander Martins, ex-HP, e Matheus Marmentini, ex-Parks.

Os focos de atuação são hardware, software e serviços para o setor privado, projetos de cidades inteligentes para a área pública, além de projetos de solução GPON para LAN (PON-LAN).