CAFÉ

Nespresso agora aceita PIX

12/02/2021 10:18

Empresa estima converter até 70% das vendas de débito ou dinheiro para o sistema.

A empresa começou a aceitar pagamentos via PIX em janeiro deste ano. Foto: Joe Shlabotnik.

Tamanho da fonte: -A+A

A Nespresso começou a aceitar pagamentos por meio do PIX nas suas 33 lojas no Brasil.

A gigante de café em cápsulas tem planos ambiciosos para a tecnologia, esperando migrar até 70% das vendas de débito ou dinheiro para sistema de pagamento instantâneo nos próximos anos. 

"O público terá a comodidade de realizar sua compra nas boutiques de forma descomplicada", afirma Gabriel Nobre, head de Finanças e Tecnologia da Nespresso Brasil. 

Além do PIX, a Nespresso aderiu recentemente ao PayPal e PicPay e tem intenções de seguir ampliando o número de meios de pagamento. 

Inaugurado em novembro, o PIX movimentou em 2020 um total de R$ 150,3 bilhões, em cerca de 176 milhões de transações. 

Até agora, a grande maioria dos pagamentos (85%) é entre pessoas físicas, mas isso deve mudar à medida em que mais empresas passem a aceitar pagamentos.

A partir de março, será possível incluir no PIX juros, multas, descontos e data de vencimento, o que transforma o meio em algo mais parecido com um boleto bancário. 

Outra inovação prevista é a possibilidade de pagar em parcelas, como um cartão de crédito, com a diferença de que será necessário ter o dinheiro suficiente na conta para pagar a compra inteira.

Em 2019, de acordo com números divulgados pela pesquisa da CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas) e SPC Brasil, mais da metade dos brasileiros adultos - 53% - realizou compras parceladas.  

Mesmo com todas as novidades, o novo sistema de pagamento não deve substituir os demais, acredita Gabriel Falk, product manager da fintech Juno.

“Acredito que todas essas soluções financeiras irão permanecer ativas, abrindo um grande leque de opções para o público”, afirma Falk.

O especialista cita como exemplo o cheque, que, mesmo em curva descendente, ainda movimenta muito dinheiro no país.

“Em um país tão grande e diverso, é comum que esses serviços se complementem, e isso acaba sendo muito saudável para o mercado”, conclui Falk.  

Veja também

CASE DE ESTUDO
O Pix muito além do envio de dinheiro

Brasileiro resolveu fazer de tudo com o Pix. Existe um risco de segurança nisso?

CIFRAS
PIX movimenta R$ 83,4 bilhões no primeiro mês

O valor médio de operação foi de R$ 896. Existem 116 milhões de chaves cadastradas.

PONTOS
Dotz adere ao Pix com Compasso UOL

Projeto começou na metade de setembro e mobilizou times inteiros por 62 dias.

ERRO
Itaú transfere R$ 1 milhão indevidamente via Pix

Instituição duplicou valores das transações e agora processa outros bancos para receber o dinheiro de volta.

PAGAMENTOS
O Pix não é a morte das maquininhas

Máquinas de cartão têm funcionalidades, e, principalmente, pagamento parcelado.

VAREJO
Americanas agora aceita pagamento com Pix

A tecnologia já está no e-commerce e deve ir para todas lojas físicas nas próximas semanas.

VAREJO
Tendências e insights em digital para 2021

Vem aí um consumidor mais exigente e mais interessado em comprar localmente.

MOVIMENTAÇÃO
CEO da Elo vai para a PicPay

Segundo o site Brazil Journal, Eduardo Chedid será vice-presidente de serviços financeiros da fintech.

LEVOU
EY compra Partners Digital

Consultoria SAP paulista tem atuação discreta, mas dezenas de grandes clientes.

E-COMMERCE
Anton, ex-Linx, assume engenharia na Loja Integrada

Executivo vem de uma experiência focada em tecnologia no varejo.

QR CODE
Linx terá pagamento via PicPay

Objetivo é impulsionar a opção entre os varejistas.