Foto: flickr.com/photos/hnbd

O Google vai pagar uma pena de US$ 7 milhões para encerrar a investigação que envolve 38 unidades federativas dos Estados Unidos sobre a coleta de dados privados.

Conforme matéria do The New York Times, como parte do acordo, a companhia concordou que agiu de forma abusiva e participará de um programa sobre privacidade.

No acordo, também consta o comprometimento de informar o público sobre a proteção de redes sem fio e de informações pessoais.

Em 2010, a empresa revelou que seus carros responsáveis pela captura das fotos usadas no serviço Street View estavam também absorvendo informações particulares transmitidas por redes wi-fi abertas.

Assim, a companhia tinha acesso a dados como e-mails, senhas e outras informações privadas, em bairros de todo o país.

Na época, o Google sustentou a posição de que não havia infringido qualquer lei americana e pediu desculpas pela falta de "etiqueta online".

A renda líquida da gigante é de cerca de US$ 32 milhões por dia. Parafraseando o slogan da companhia, a conclusão é óbvia: não seja mau ou você vai ter que pagar uma indenização ínfima.