PMEs estão apostando nos notebooks para seus profissionais. Foto: divulgação.

Um estudo divulgado pela Lenovo destacou que nos últimos 12 meses, 70% das companhias médias, com cerca de 100 a 499 funcionários, substituíram o PC pelo notebook.

Este percentual é resultado de um levantamento realizado junto a 300 pequenas e médias empresas (PMEs) em quatro capitais (São Paulo, Rio de janeiro, Salvador e Brasília), conforme destaca a Computerworld.

Em relação às pequenas empresas, 44% dos negócios de 10 a 99 funcionários migraram dos desktops para notebooks. Nas empresas que empregam de 1 a 9 funcionários, 32% mudaram para os computadores portáteis.

Segundo relata a Lenovo, o aumento de produtividade de seus profissionais e a economia de espaço nos escritórios são algumas das razões para esta gradual mudança.

O uso da Wi-Fi e a mobilidade dos usuários, que podem trabalhar remotamente, é outro ganho com o uso dos notebooks, destaca o estudo.

A migração para o novo hardware também é acompanhado de uma mudança nos processos de TI nas PMEs, observa a Lenovo.

O objetivo dessas empresas é melhorar os negócios por meio da tecnologia, investindo em mobilidade e governança - através da conexão com filiais e trabalhadores com plataformas na nuvem.

Segundo o levantamento, o processo de adoção de TI nas PMEs passa pelas etapas de construção de infraestrutura básica (adoção de desktops, notebooks, internet rápida, antivírus, website, suítes de produtividade, software de contabilidade e smartphones; conexão da enterprise (LAN/Server, e-commerce, tablets, network firewall, telefone com IP, etc.); e extensão da enterprise na rede (intranet, WAN, etc.).