Esse óculos é meio feio, na real. Foto: divulgação.

Um dos artigos mais esperados e cobiçados em 2013 - o Google Glass - recebeu mais um importante anúncio nesta segunda-feira, 11. Em apresentação no festival South by Southwest, o Google revelou os principais aplicativos desenvolvidos para o gadget.

No evento para a imprensa, a empresa de Mountain View exibiu apps como o do jornal The New York Times, Evernote, Skitch, Path, além de aplicações nativas do Google, como o Gmail e a rede social Google+, destaca a Info.

Quando for lançado, ao preço estimado de US$ 1,5 mil, o Google Glass permitirá o uso de comandos de voz para aplicativos e ações como ler e escrever e-mails, compartilhar arquivos, entre outras funções.

No caso do app do New York Times, por exemplo, a notícia é lida pelo óculos ao usuário, que usa o visor do Glass para ver imagens da matéria.

No final de fevereiro, o Google Glass teve seus pedidos de pré-venda ampliados e espera-se que o dispositivo seja lançado até o final deste ano.

FUTURO

Em sites especializados, analistas já viajam nas especulações de como o Google Glass pode mudar a vida de seus usuários, pensando em novos usos e funcionalidades que ele pode agregar.

Partindo do que foi mostrado pelo Google, o Gizmodo norte-americano citou alguns usos inteligentes dos novos óculos:

- O usuário pode aposentar câmeras ou celulares para gravar eventos ou shows, desobstruindo o campo de visão de boa parte da platéia.

- Ao correr ou andar de bicicleta, o óculos pode dar estatísticas em tempo real de tempo, trajeto, condições climáticas e de trânsito.

- Na cozinha, será possível acompanhar dicas e tutoriais de receitas sem precisar do telefone ou tablet, deixando as mãos livres para colocar a mão na massa.

- Para fins médicos, pacientes com problemas de paralisia total se comunicarão pelos óculos, que poderá reconhecer padrões nas piscadas dos olhos e transformá-los em palavras e frases.

- Esquecer de alguma nota mental será difícil, já que no Glass o backup de imagens ou de dados será imediato, com acesso do Evernote à nuvem. O Google Street View também será otimizado, reconhecendo ruas visualmente.

- Segundo o Gizmodo, outro importante uso do Glass será a possibilidade de reconhecer aquela pessoa que você acabou de encontrar, sabe que conhece de algum lugar, mas não consegue lembrar. "Sem problemas, você tem a mãe de todos os rolodexes na sua cara", afirma o site.

Mesmo com todos os recursos, resta saber se o Google Glass terá algum app dedicado a prevenção de assaltos, já que o valorzinho salgado de lançamento pode criar uma base de alvos em potencial.

NÃO ENTRA

Um bar em Seattle puxou um sonoro não para o Google Glass. O 5 Point Café decretou que clientes portando os óculos do Google terão sua entrada barrada.

Segundo o dono Dave Meinert, o bar tem a reputação de ser um local para o encontro de pessoas e de interações reais, conforme reporta o Venture Beat.

"É um estabelecimento para beber, onde as pessoas vão para se livrar de julgamentos e definitivamente não querem ser filmados secretamente e ter suas imagens divulgadas", fuzilou.

O curioso é que o bar, agora oficialmente um Google Glass-free zone, é localizado em uma das zonas mais tecnológicas de Seattle.

Mesmo assim, Meinert declarou que todos os jovens de startups e funcionários da Amazon são bem vindos, desde que guardem seus óculos do Google nos bolsos.