O MEC “ainda não recomenda suspensão de aulas por conta do coronavírus”. Foto: Pexels.

A Unicamp suspendeu todas as suas atividades, começando na próxima sexta-feira, 13, e se estendendo até 29 de março, por conta do coronavírus.

A medida, primeira entre universidades brasileiras, inclui os campi de Campinas, Piracicaba e Limeira, todos no estado de São Paulo. 

Segundo a universidade, serão mantidas apenas as atividades essenciais e de saúde, que ainda serão definidas e informadas à comunidade pelo comitê de crise criado pela reitoria.

Todas as viagens de docentes e funcionários da instituição também estão suspensas, assim como o recebimento de visitantes.

Na última terça-feira, 10, a Unicamp havia divulgado nota dizendo que preparava um plano para enfrentar a doença e que iria estruturar recomendações e orientações alinhadas com Organização Mundial da Saúde e Ministério da Saúde.

“O objetivo é determinar uma resposta efetiva proporcional ao nível de risco para a comunidade interna, de forma objetiva, mas sem alarmismo”, afirmou a universidade na nota.

O Ministério da Educação (MEC) disse que “ainda não recomenda suspensão de aulas por conta do coronavírus” e que tem orientado o reforço nas ações preventivas contra a pandemia seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde.