António Nunes, CEO da Angola Cables. Foto: Divulgação.

A Angola Cables fechou uma parceria com o Grupo Globo para o uso de uma Content Delivery Network (CDN), rede de fornecimento, entrega e distribuição de conteúdos em massa para usuários finais, dentro do Data Center Angonap Fortaleza, que a multinacional angolana de Telecom recém inaugurou na Praia do Futuro, localizada na capital cearense.

“Esta é a primeira vez que o Grupo Globo aloca seus conteúdos em data center fora do eixo Rio-São Paulo, o que mostra o potencial de negócios e a força que o Angonap Fortaleza tem e traz para toda a região”, diz António Nunes, CEO da Angola Cables.

Com esse CDN em Fortaleza, o Grupo Globo passa a contar com mais um ponto de distribuição de seus conteúdos tanto para dentro do Brasil, sobretudo Nordeste, quanto para fora do país. 

A partir de agora, eles passam a estar mais próximo de regiões como EUA e, principalmente, do continente africano, potencial consumidor de conteúdos de língua portuguesa produzidos no Brasil. 

A Angola Cables é uma multinacional angolana de telecomunicações fundada em 2009. Com sede em São Paulo e Fortaleza, a empresa tem operação nos mercados da América Latina, América do Norte, Europa e África.

SACS, Monet e WACS são os três sistemas de cabos submarinos de fibra óptica de 31.251 km operados no Atlântico pela Angola Cables, que conectam quatro regiões (América do Sul, América do Norte, África e Europa).