Carlos Gazaffi, vice-presidente de gestão de Tecnologia da Tivit. Foto: Divulgação.

A Tivit obteve a Certics, certificação criada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação para autenticar softwares que tenham sido desenvolvidos com intelecto brasileiro em território nacional.

"A Certics reconhece e incentiva a inovação e o desenvolvimento do mercado de TI brasileiro, e para a Tivit é uma honra estar entre as primeiras empresas a receber esse título", explica Carlos Gazaffi, vice-presidente de gestão de Tecnologia da Tivit.

Para obter a certificação, a companhia submeteu o Fast EDI, seu software de integração, transmissão e controle dos dados entre parceiros de negócios dos seus clientes.

A metodologia Certics contempla a avaliação de quatro áreas de competência fundamentais: Desenvolvimento Tecnológico, Gestão de Tecnologia, Gestão de Negócios e Melhoria Contínua. 

O software certificado recebe margem de preferência em compras públicas, além de ter acessos facilitados a mecanismos de incentivos que venham a ser criados pelo governo.

Hoje, 23 softwares possuem o selo Certics. Eles são desenvolvidos por empresas como Módulo, Dígitro, Lecom, Aker, Totvs, Accenture, Fóton e MSTech. 

No início de maio, a Tivit anunciou que investirá R$ 170 milhões na América Latina em 2015. 

Deste valor, 65% será destinado ao crescimento das operações, incluindo infraestrutura e conquista de novos clientes. Já 35% do capital será aplicado em atualizações tecnológicas para suportar os serviços oferecidos atualmente.

A expectativa da companhia é manter o ritmo de crescimento neste ano e atingir um faturamento de R$ 2,5 bilhões, um aumento de cerca de 20% sobre 2014.