por Prophix
NOVO NORMAL

Entrevista com especialistas em construção

12/05/2021 17:00

Chuck Schwartz e Chris Porter discutem os desafios do gerenciamento de recursos em tempos de Covid-19.

Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

Em 2020, a indústria da construção enfrentou muitos desafios. Cada estado tinha regulamentações governamentais diferentes, restrições de viagens interrompiam as cadeias de abastecimento e novas diretrizes de segurança afetavam a produtividade no local de trabalho.

À medida que o mundo dos negócios avança em direção a um gerenciamento de projetos mais ágil em 2021, os contratados precisam se concentrar em seus recursos - pessoas e equipamentos. Mudanças constantes na indústria da construção significam que os empreiteiros precisam constantemente reformular e ajustar os planos para gerenciar com eficácia a disponibilidade de trabalhadores qualificados e equipamentos.

Reunimo-nos com o especialista em construção da Marcum LLP - uma das maiores empresas independentes de serviços de consultoria e contabilidade nos Estados Unidos, com escritórios nos principais mercados de negócios na América, bem como em locais selecionados pelo mundo, Chuck Schwartz, e com Chris Porter, gerente de construção da Prophix, para discutir os desafios do gerenciamento de recursos em tempos de COVID-19 e as expectativas de recuperação.

1. Quais são alguns dos desafios de obtenção de recursos que você acha que continuarão após o COVID-19?

Chuck: Empresas que usam sistemas de software baseados em servidores locais viveram desafios maiores do que aquelas que usam software de contabilidade e gerenciamento de negócios na nuvem.  As empresas que usam software em nuvem não sofreram atrasos significativos ou tiveram tempo de inatividade. Quando comparamos com as que tiveram que trabalhar horas extras para configurar os computadores de modo que fossem capazes de se conectar aos sistemas existentes. Então, é claro, com os fechamentos e bloqueios de escritórios, processos importantes, como backups do sistema, não eram realizados regularmente.

Chris: Como muitos de nós sabemos, a escassez de mão de obra tem sido um problema constante na indústria da construção já há algum tempo. Assim como muitas outras coisas, o COVID apenas ampliou esse problema. No entanto, não é apenas o trabalho que continuará a ser um desafio. Materiais e equipamentos também estão em alta demanda, e os preços aumentaram consideravelmente em ambas as áreas devido à desaceleração da produção, entre outras coisas. Essa interrupção, sem dúvida, continuará por algum tempo até que os níveis de produção e fornecimento possam voltar ao que eram antes da pandemia.

2. Com base nos desafios mencionados acima, em que áreas você acha que as empresas de construção devem investir para se preparar para possíveis interrupções futuras? (ou seja, software, bolsas de estudo ou programas comerciais para treinar novos talentos, protocolos de segurança, educação para gerentes de projeto, etc.)

Chuck:  Tem um ditado que diz - Aproveite os bons momentos para fazer as coisas, assim voce nao precisa lutar durante momentos ruins. Esses certamente não são bons tempos (pelo menos não ainda), lembre-se que um pouco antes do lockdown - tivemos bons momentos. Mas então ouvi coisas como “estamos muito ocupados para pensar sobre isso agora” e outras desculpas para não fazer algumas melhorias importantes nos bons tempos.

Portanto, se aprendemos alguma coisa com o lockdown é que a vida é imprevisível e que as coisas podem acontecer a qualquer momento. Cuidar das coisas importantes e difíceis antes que ocorra um desastre é fundamental.

Chris: Chuck faz muitos pontos positivos aqui. Investir proativamente nas áreas certas do seu negócio irá prepará-lo para o sucesso no futuro, não importa quais desafios ou crises você enfrente. É sempre bom saborear os bons tempos, mas as organizações devem pensar estrategicamente sobre como investir em seu pessoal, tecnologia e processos.

Do lado da tecnologia, as empresas de construção usam muitas tecnologias diferentes para administrar seus negócios. Software de ERP, estimativa, gerenciamento de projetos, CRM e folha de pagamento são apenas alguns exemplos. Você precisa de todos esses sistemas para administrar seus negócios e tomar decisões, mas é tedioso pular de um sistema para o outro para obter as respostas de que precisa. Os empreiteiros devem investir em uma estratégia e tecnologia de dados que reúna todos os seus dados. Isso possibilita que empreiteiros inovadores vejam e respondam aos problemas conforme eles surgem. Eles devem ser capazes de modelar facilmente o impacto dos atrasos no projeto, escassez de equipamentos ou mão de obra e os fluxos de caixa resultantes em todo o negócio.

3. Existe alguma solução de tecnologia que você acha que os empreiteiros se beneficiariam em investir? Caso já tenham investido, como procurar maneiras de amplificar a utilização?

Chuck: Além do software de CPM em nuvem, eu diria um software ERP de construção integrado. O que quero dizer com isso é que a maioria dos sistemas de contabilidade de construção sempre fizeram um trabalho muito bom em contabilidade, cálculo de custos e relatórios financeiros, mas também tenho visto avanços maravilhosos no lado do gerenciamento de projetos e controle de documentos. A maioria dos empreiteiros com quem tenho falado preferem um sistema para gerenciar todo o negócio, da contabilidade e back-office ao gerenciamento de projetos e em campo.

O que vi recentemente de fornecedores de sistemas como o Viewpoint é muito impressionante e elimina a necessidade de sistemas de gerenciamento de projetos de terceiros. Também devo dizer que o que tenho visto da Prophix e como eles funcionam com sistemas ERP para oferecer oportunidades avançadas de relatórios financeiros e estatísticos é muito impressionante. O software CPM é valioso para empreiteiros que lidam com coisas como PPP, ERC e outras necessidades de relatórios e previsões.

Chris: Concordo totalmente com Chuck que, sem um software ERP de construção integrado como o Viewpoint, você não está administrando seu negócio com a eficiência que poderia. No entanto, acredito que esse seja apenas metade do quebra-cabeça.

Você pode se sentir exausto após uma longa implementação de ERP e pensar que é só isso - mas há mais. Agora, você tem que considerar como vai consumir todas essas ótimas informações. No final do dia, sistemas de dados relacionais como ERPs são feitos principalmente para registrar e armazenar grandes conjuntos de dados. Colocar esses dados em um formato consumível e fácil de entender é onde você começará a obter vantagens competitivas no mercado e a tomar melhores decisões.

4. Que áreas de enfoque você acha que os empreiteiros deveriam considerar em relação ao controle de escala e de pessoal devido às restrições do COVID?

Chris: Acho que uma das lições que todos aprendemos com essa pandemia é que nossa situação pode mudar em um piscar de olhos. Em muitos aspectos, isso não é nada novo para os profissionais de construção que lidam com mudanças de programação em trabalhos o tempo todo. O que importa é sua capacidade de entender onde e quando você pode fazer alterações em sua mão de obra e equipamentos programados com antecedência.

Ser capaz de reprogramar seus níveis de pessoal e uso de equipamento com bastante antecedência resultará em melhor utilização e margens sobre esses ativos-chave. Portanto, a pergunta que devemos nos fazer é: posso fazer isso hoje? Além disso, posso relatar minhas horas de recursos necessárias, programadas e reais diariamente? É aqui que uma estratégia de dados entra em ação. Conectar esses 3 conjuntos de dados é imperativo e, felizmente, a Prophix tem uma solução construída com o propósito de tornar isso possível.

5. Para que os empreiteiros devem se preparar em 2021, uma vez que a vacina esteja mais amplamente disponível?

Chris: Ao falar com vários fiadores e parceiros de contabilidade, já houve um foco maior na gestão de caixa e na saúde financeira. Todos estão pedindo projeções regulares de caixa de 13 semanas e atualizações sobre os principais indicadores de desempenho, como dias de caixa e outros índices de liquidez.

Sabendo que isso provavelmente continuará por algum tempo mesmo depois do fim da pandemia, os contratantes precisam considerar os processos que possuem para reunir esses dados para as partes interessadas. Você está gastando dias e dias obtendo esses dados de vários sistemas e processando-os no Excel? Um banco ou fiador terá muito mais confiança se você puder mostrar a eles uma base sólida sobre a qual produziu esses números. Soluções de Corporate Performance Management , como o Prophix, fornecem aos empreiteiros automação, escala e melhores práticas que o Excel não pode oferecer. Painéis prontos para uso, juntamente com uma biblioteca de KPIs, podem fornecer aos empreiteiros uma visão sobre a saúde de seus negócios quase que instantaneamente.

Quer saber mais sobre a Prophix e como simplificamos seus processos financeiros? Junte-se a nós em nosso próximo evento online e gratuito: Webinar Prophix - Construção

Prophix

Seu negócio está evoluindo. E a maneira como você planeja e relata seus negócios também deve evoluir. A Prophix ajuda as empresas de médio porte a atingir seus objetivos com mais sucesso com um software inovador de Corporate Performance Management  (CPM) baseado em nuvem. Com a Prophix, os líderes financeiros melhoram a lucratividade e minimizam os riscos ao automatizar o orçamento, a previsão e os relatórios e colocam o foco novamente no que é mais importante - descobrir oportunidades de negócios. A Prophix oferece suporte ao seu futuro com inovação em IA que se adapta às suas realidades estratégicas, hoje e amanhã. Mais de 1.500 empresas globais confiam na Prophix para transformar a maneira como trabalham.