MENOS FALHA, MAIS RENTABILIDADE

Fluke lança linha de certificação de cabos

12/06/2013 15:34

Equipamento da família Versiv. Foto: Divulgação EPR Com.

Tamanho da fonte: -A+A

A Fluke Networks lança a linha Versiv de ferramentas de certificação de cabos de rede que é resultado de uma pesquisa realizada pela companhia, com mais de 800 instaladores ao redor do mundo.

Os equipamentos que compõem a linha são portáteis, touchscreen e em português. Conforme a fabricante, trata-se da única solução do mercado a fazer testes em redes wireless, demanda apresentada pelos entrevistados para a pesquisa.

Além disso, os equipamentos permitem prova avançada de blindagem , o que até então não era feito, segundo Jason Wilbur, vice presidente e gerente geral de Negócios de Instalação de Cabeamento de Comunicação de Dados da Fluke.

A família Versiv oferece módulos intercambiáveis para cobre, fibra e teste de OTDR (Reflectômetro Óptico no Domínio do Tempo), assim como software que acelera o tempo do teste e sua precisão, além de simplificar a configuração, o planejamento e a emissão de relatórios de teste.

“Quando se realiza uma instalação e consequente certificação de cabos, a diferença entre a execução de um projeto que gere lucros ao invés de um projeto que gere perdas é, na maioria das vezes, de apenas alguns pontos percentuais”, diz Wilbur.

Já Rodrigo Pastre, gerente nacional de Distribuição da Fluke no Brasil, a expectativa é que a aceitação da nova família Versiv no país seja maior que a da linha DTX, que possui 90% de market share.

“Globalmente, já são mais de 60 mil unidades vendidas desta ferramenta”, afirma o executivo. “Pelo fato dos testadores Versiv configurarem uma plataforma abrangente, que permite desde a certificação de redes de cobre, fibra, wireless e OTDR, até análise de tráfego, devem ter uma grande aceitação no mercado brasileiro”, ressalta.

AMOSTRA
A pesquisa feita pela Fluke mostrou que os profissionais de cabeamento identificam falhas como complexidade e retrabalho nas soluções atuais de certificação.

Além disso, o tempo é outro ponto.

Conforme os entrevistados, se leva mais uma semana para a conclusão de uma instalação comum de organizadores de cabos de 1 mil fibras ópticas, o que resulta em uma média de perdas de mais de US$ 2,5 mil.

“As novas capacidades ajudam os prestadores de serviço a gerenciarem as complexidades do atual cenário de certificação e a reduzirem erros que podem ameaçar a rentabilidade”, explica Pastre.

Os testadores de certificação Versiv já estão disponíveis no mercado.