Sapatos são 90% dos negócios da Paquetá. Foto: flickr.com/photos/bfraz

A Paquetá está preparada para investir R$ 400 milhões até 2015 para aumentar o seu número de lojas de 349 para 500 em todo Brasil.

Segundo revela matéria do Valor Econômico desta sexta-feira, 12, a empresa calçadista  levantou R$ 700 milhões com a venda de terras e cabeças de gado nos últimos dois anos, dinheiro que será usado para financiar a expansão.

O objetivo é aumentar o faturamento dos R$ 2,2 bilhões no ano passado (alta de 17%) para R$ 3,5 bilhões.

ERP?
Parte do processo de expansão da Paquetá passa por investimentos pesados na área de TI.

Em outubro de 2011 o diretor administrativo financeiro da Paquetá, Jorge Strassburger, disse à reportagem que a empresa estava reformulando a estratégia, serviços, tecnologia, aplicações e sistemas da companhia.

As mudanças poderiam incluir  substituição de pelo menos parte dos sistemas desenvolvidos internamente por um sistema de gestão de mercado.

Na época, Strassburger disse que a decisão seria tomada em até um ano, mas até agora não surgiram novidades nesse sentido.

Segundo fontes ouvidas pelo Baguete, o namoro da Paquetá com a SAP é antigo.

O problema é a complexidade de uma implantação no setor calçadista, aliado com a diversidade da própria operação da Paquetá, que inclui a fabricação para terceiros e marcas próprias, além de lojas no varejo multimarca e mono marca.