TNT adota soluções do SAS. Foto: divulgação.

A TNT, transportadora nacional de carga expressa, investiu na adoção de ferramentas do SAS para o uso de técnicas estatísticas em seus processos logísticos.

A implementação envolveu as soluções SAS Visual Analytics, SAS Visual Statistics e SAS Office Analytics, com o objetivo de reestruturar sua plataforma de Business Intelligence (BI). O valor do projeto não foi divulgado.

O software da multinacional substituiu uma solução de BI desenvolvida internamente pela TNT, que segundo a empresa era suficiente para as demandas em curso até o momento.

Entretanto, conforme apontou o diretor de operações e tecnologia da TNT, Fabiano Fração, a migração para o uso das soluções SAS trará maior eficiência, mas também servirá para sustentar o crescimento futuro da organização.

“Essas ferramentas são a chave para analisarmos indicadores, melhorarmos a capacidade analítica da empresa e também atingir a excelência operacional. Com a análise preditiva, podemos antever um problema e evitar situações desagradáveis que poderiam acontecer com o cliente”, destaca o diretor.

Além disso, Fração destaca que as novas soluções apresentaram ganhos em usabilidade, possibilitando o uso pelos empregados de forma mais simples e amigável.

“Por serem ferramentas self-service, as áreas deverão efetuar análises com menos dependência do setor de TI e, consequentemente, aumentar a eficiência da área para que a mesma possa entregar novos diagnósticos e trabalhar questões estratégicas da empresa”, completa o diretor.

O projeto teve início na área de finanças e deverá ser expandido para os demais setores até o final do ano. A plataforma será de alcance para todos os departamentos da companhia, filiais e unidades de negócio da TNT.

Inicialmente, 500 funcionários utilizarão as soluções. No entanto, como todos os colaboradores receberão os dados por esse meio, de forma indireta, sete mil pessoas estarão usufruindo da mesma plataforma.

“Todos os indicadores da TNT serão apresentados por meio dessa plataforma analítica. Além dos colaboradores, milhares de clientes também terão acesso ao conteúdo produzido pela plataforma”, complementa Fração.

Depois de investir pesado em aquisições - entre elas a gaúcha Mercúrio - e outras manobras de expansão nos últimos anos, a empresa teve prejuízos até 2013. Entretanto, no ano passado, a empresa recuperou o caminho do lucro, com R$ 3,2 milhões positivos no último trimestre do ano. Globalmente, a TNT encerrou 2013 com receitas próximas a € 6,7 bilhões.

“A virada da operação brasileira se transformou num case de sucesso na Holanda. Agora, esperamos crescer a dois dígitos nos próximos três anos", afirmou Cristiano Koga, diretor-executivo da TNT no Brasil, em entrevista à IstoÉ no início de 2015.

No Brasil, a TNT atende mais de 5 mil cidades e 9 mil localidades, com um quadro de 7,2 mil funcionários e 4 mil veículos, distribuídos por 113 unidades em todo o território nacional.

Em 2014, o SAS Brasil cresceu 15% em receita, impulsionado por um ganho de 17% em novas licenças. Os resultados da sucursal brasileira do SAS ficaram acima do total global da companhia, que teve 2,3% de crescimento ao fechar com uma receita de US$ 3,09 bilhões. Além disso, a operação brasileira tem o maior faturamento da empresa nos países do BRIC.