Marc Benioff optou por sair de fininho. Foto: Divulgação, Salesforce.

A Salesforce desistiu de fazer uma versão digital do Dreamforce, o seu mega evento anual, previsto para acontecer em novembro.

Na sua versão física, o Dreamforce é um dos maiores eventos de tecnologia, atraindo 170 mil visitantes para São Francisco.

Com o advento do coronavírus, a Salesforce já tinha cancelado a versão física, e agora desistiu da versão digital também.

A informação veio do próprio CEO, Marc Benioff, em uma entrevista para o site Information, um dos mais influentes do Vale do Silício.

Mover um grande evento como o Dreamforce para o mundo digital não é tão fácil, mesmo para uma das maiores empresas de tecnologia do mundo - em casa de ferreiro...

A Salesforce não é a primeira empresa a tomar essa decisão. 

Ainda em março, o Google decidiu cancelar o Google Cloud Next '20: Digital Connect, versão digital do seu grande evento anual, previsto para acontecer no começo de abril em substituição ao evento real em São Francisco, também cancelado.

O Cloud Next é o evento mais importante da agenda anual do Google, atraindo mais de 20 mil pessoas na sua versão física, para assistir apresentações de 1 mil funcionários do Google e parceiros.

Outras empresas decidiram apostar nos eventos digitais, colhendo resultados ingratos.

A SAP enfrentou problemas técnicos para transmitir o keynote do CEO da empresa, Christian Klein, na que seria a abertura da versão digital do Sapphire Now, em junho.

A transmissão do keynote gravado não funcionou no site principal da SAP, obrigando a gigante alemã de TI colocar links para o vídeo no Twitter e Linkedin.