Ricardo Collazo.

Ricardo Collazo, contratado pela Ricoh em março como diretor de serviços, acaba de assumir toda a diretoria comercial no Brasil da gigante japonesa de impressoras.

Até agora Colazzo cuidava do portfólio de serviços, que inclui ofertas de gestão de documentos, chatbot, BPO de digitalização, segmentos típicos nos quais os players de impressão tem tentado entrar nos últimos anos.

A expectativa é que essas linhas de negócio responda por 10% da receita do próximo ano.

Com a movimentação, ele passou a assumir também a responsabilidade pelos 90% compostos pelas vendas diretas e indiretas da oferta tradicional de impressoras da Ricoh, em uma diretoria que está sendo criada agora pela empresa.

O executivo veio da Simpress, uma das maiores companhias de outsourcing de impressão do país, onde foi diretor de vendas por sete anos.

Colazzo é profissional experiente no segmento de impressão, tendo sido CEO da Qualitron, uma revenda de impressoras IBM e Citizen entre 1997 e 2002.

A Ricoh tem feito mudanças no Brasil.

Em setembro, a empresa nomeou Luis Bairão Carmagnani como country manager no Brasil. Ele substituiu Alejandro Tomas, promovido a vice-presidente de customer experience na Ricoh América Latina.

Bairão tem experiência de três anos como diretor de finanças e administração da companhia. Ele atua há 14 anos no ramo administrativo, passando por empresas como KPMG, Tesla Tecnologia, Philips Medical System, Larousse do Brasil e Oppa Design.

Com sede em Tóquio, o Grupo Ricoh opera em aproximadamente 200 países. No ano fiscal que encerrou em março de 2019, o Grupo Ricoh teve vendas mundiais de US$ 18,3 bilhões.