ANO BOM

AGCO prevê receita de US$ 9,8 bilhões para 2012

12/12/2012 11:24

AGCO prevê 2013 com impulso da América Latina. Foto: reprodução.

Tamanho da fonte: -A+A

A fabricante de máquinas agrícolas AGCO vai fechar 2012 com lucro de US$ 5,20 por ação e receita entre US$ 9,8 bilhões e US$ 10 bilhões.

As projeções foram divulgadas em balanço global da companhia nesta terça-feira, 11, e ficam em linha com as estimativas de analistas, que haviam avaliado os lucros do ano em US$ 5,24 por ação e a receita nos mesmos US$ 9,8 bilhões estimados pela empresa.

Para a margem operacional, a previsão é que chegue a 9%, ante 5,1% de 2011, informa o Jornal do Comércio.

Para noano que vem, a AGCO prevê um lucro por ação de US$ 5 a US$ 5,75, com aumento de 3% a 5% em vendas, segundo o presidente da empresa, Martin Richenhagen.

“A perspectiva de longo prazo para equipamentos agrícolas é firme", destacou o executivo.

Em 2013, ele acredita que a América do Sul irá puxar o crescimento das vendas, com índices de alta entre 5% e 10% sobre 2012.

O crescimento deverá ser fomentado pelos altos preços das commodities agrícolas e por incentivos do governo brasileiro à compra de máquinas, acredita Richenhagen.

Na América do Norte, a companhia prevê um 2013 de vendas estáveis.

Já na Europa Ocidental, a expecativa é de estabilidade ou queda de até 5%.

A AGCO é a terceira maior fabricante de máquinas agrícolas do mundo, atrás de John Deere e CNH Global.

A empresa foi fundada em 1990 e trabalha com tratores, colheitadeiras e outros equipamentos de marcas como Massey Ferguson, Valtra, Challenger e Fendt, distribuídas por mais de 2,6 mil concessionárias e distribuidores independentes em cerca de 140 países.

A sede global fica em Duluth, EUA.

No Rio Grande do Sul, a companhia mantém unidades em Canoas, Ibirubá e Santa Rosa.

Veja também

AGCO: Oracle RAC com Advanced IT

A AGCO, fabricante e distribuidora global de equipamentos agrícolas, implantou o Oracle RAC 10g R2 para dar suporte e ampliar a disponibilidade do ERP JD Edwards, em um ambiente que envolve o data center sediado em Canoas, além de plantas de Santa Rosa, Ibirubá, Mogi das Cruzes e Haedo, na Argentina.

Com cerca de 2.140 usuários do ERP, a AGCO chega a contabilizar, em momentos de pico, 1 mil users concorrentes no software, o que gera uma média de 4,5 milhões de transações mensais.

Mídia Effects: vídeo online para John Deere

A Mídia Effects, a agência é de Florianópolis, com filial em Curitiba e Porto Alegre, produziu uma propaganda para a americana John Deere, que será veiculada nas mídias eletrônicas da Argentina.

John Deere anuncia novos cortes no RS

Cerca de uma semana depois de anunciar a transferência de sua sede administrativa de Porto Alegre para Indaiatuba, cidade metropolitana de Campinas, interior de São Paulo, a John Deere voltou a divulgar cortes em sua operação no Rio Grande do Sul.

A companhia anunciou na sexta-feira, 02, a demissão de 104 funcionários de sua unidade de Horizontina – segundo corte realizado nesta fábrica este ano.

John Deere troca RS por SP

A John Deere vai transferir sua sede administrativa de Porto Alegre para Indaiatuba, cidade na região metropolitana de Campinas, no interior de São Paulo. 

NUVEM
Algar Agro troca Notes por Office 365

Empresa mineira focada no setor agrário implantou solução para integrar os dispositivos móveis às ferramentas de colaboração.

DO CAMPO PARA O CAIXA
Agral e Inroda: Cigam forte no agronegócio

Contratos ampliam base de 2,8 mil clientes da Cigam e fomentam a meta de faturamento estipulada em R$ 42 milhões para 2012, alta de 20%.

OIGALÊ!
RS é chão da SAP no agronegócio

O Rio Grande do Sul é um presente para a SAP.

A declaração é do gerente de Desenvolvimento para o setor de Agronegócio da SAP Brasil, Cláudio Lot, que está com todas as fichas na mesa de apostas de novas soluções para os setores de grãos, proteína animal, sucro-alcooeiro e de frutos e derivados.