Severino Benner, presidente da Benner. Foto: Divulgação.

A Benner, fornecedora de softwares de gestão de empresas, lançou uma nova solução para a área de recursos humanos. É o My Place, um portal web colaborativo que promove o engajamento na organização. 

Além de automatizar o processo de administração e controle da área, a solução aumenta a eficiência das equipes de trabalho, promove a colaboração e auxilia no desenvolvimento do profissional dentro da empresa. 

"Criamos um canal de relacionamento, um meio de engajar mais empresa, gestores e pessoas, tudo de forma integrada, para ajudar a empresa e a pessoa a ficar no controle, alcançar seus objetivos e evoluir cada vez mais", afirma Roger Wetzel, gerente de produtos para soluções de RH.

A ferramenta começa por uma arquitetura inteligente orientada a responsabilidade e papéis, permitindo a pessoa identificar se é um colaborador, gestor ou gestor de RH.

Conforme sua identificação ele disponibiliza acesso aos dados pessoais, históricos das alterações contratuais, currículo, endereços e telefones, informações sobre dependentes, além de consultas sobre folha de pagamento, comprovante de rendimentos, folha de ponto e banco de horas.

Para o gestor, estão disponíveis informações como indicadores sobre a equipe, controle da prorrogação do contrato de experiência, efetivação, mudança de setor, cargo ou jornada de trabalho, inscrição em treinamentos, justificativa de ausências, transferências.

Além disso, o RH pode fazer uso da ferramenta para justificativas de ausências, alteração de benefícios, solicitação de férias, adiantamento de salário ou 13º Salário, rescisão de contratos. Além disso, podem ser feitas pesquisas de clima organizacional, avaliação do desempenho, exames médicos, afastamentos, treinamentos, transferências, promoções de colaboradores e abertura de vagas.

Para a Benner, a ferramenta fornece informações estratégicas e indicadores que ajudam na tomada de decisão e garante mais rapidez na disseminação do conhecimento. 

A companhia catarinense quer mais que duplicar suas vendas indiretas nos próximos dois anos, saltando dos 18% obtidos em 2012 para 25% já neste ano e 40% em 2015.

O grupo tem a meta de faturar R$ 500 milhões até 2014, com taxa de crescimento anual de 25% a 28% e aquisições.