RECOMEÇO

Dell, a maior startup do mundo

12/12/2013 21:02

Confira direto de Austin como Michael Dell quer transformar a Dell.

Michael Dell. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

Uma expressão de tranquilidade era evidente no rosto de Michael Dell em seu discurso de abertura do Dell World 2013, evento mundial da empresa iniciado em Austin nesta quinta-feira, 12. 

Afinal de contas, este era o seu primeiro pronunciamento oficial após completar o processo de fechamento de capital da empresa que fundou em 1984.

"Me sinto como se estivesse na maior startup do mundo", disparou o executivo, que de um dormitório na Universidade do Texas, criou um negócio avaliado em US$ 24,4 bilhões, o preço pelo qual Dell e o fundo Silver Lake compraram as ações da empresa.

Para Dell, livre das amarras de acionistas, relatórios trimestrais e outros compromissos, a nova posição da companhia resultará na aceleração de iniciativas de inovação e a busca de novos mercados.

O plano anunciado pelo empresário vem no rastro da estratégia adotada nos últimos anos, em que a companhia investiu cerca de US$ 10 bilhões na aquisição de 18 empresas, como Wyse, Quest, Compellent e Kace, entre outras.

Durante o keynote, falando para colaboradores, parceiros e jornalistas, Dell admitiu que este é um novo começo para a empresa. O  sentimento é ilustrado em uma nova campanha publicitária que será veiculada a partir de 2014, quando a fabricante completará 30 anos.

Para o CEO, o novo começo significa inovação, e com isso ele quer dizer soluções de ponta-a-ponta, deixando de ser primordialmente uma fornecedora de soluções de hardware e investindo agressivamente em outros segmentos.

"Agora como uma companhia privada, temos a liberdade para fazer os movimentos ousados que são necessários. Nos sentimos livres e isso liberou a energia e criatividade em nossa empresa", revelou Dell.

Um dos novos anúncios neste sentido foi a criação de um novo fundo de venture capital da empresa, que investirá US$ 300 milhões em 2014, apoiando empresas iniciantes, com aportes de US$ 3 a 15 milhões.

Para estruturar a nova Dell, foram definidos quatro pilares para sua operação: transformar, conectar, informar e proteger, envolvendo áreas e produtos como equipamentos, software, serviços, segurança, big data e nuvem em ofertas integradas e escaláveis para diferentes negócios.

Agora, o desafio é levar esta informação aos clientes. Quem diz isso é Diego Majdalani, VP da Dell na América Latina. 

"Já somos uma empresa com soluções ponta-a-ponta. Aceleramos nossa integração de produtos ao portfólio, e agora nossa capacidade de inovar e acompanhar o mercado e suas necessidades está mais veloz", ressalta.

PARCERIAS

Outras novidades divulgadas tem a ver com parcerias e principalmente com nuvem, um mercado até então pouco explorado pela multinacional.

Para Michael Dell, o plano é levar para a nuvem o mesmo tipo de revolução proposta pela fabricante quando entrou no mercado de PCs - ofertas acessíveis e de acordo com a preferência do consumidor.

Para isso, a fabricante firmou acordos com nomes grandes do segmento, como a Microsoft (Azure), Dropbox, Google, CenturyLink e Red Hat, que agora integram o  programa Dell Cloud Partner.

No caso da Red Hat, a fabricante passará a oferecer sistemas que suportam a plataforma OpenStack para empresas. A parceria com a Microsoft envolve o Azure e o uso das plataformas Hyper-V.

Com isso, a empresa quer se tornar um ponto comum para integrar software, hardware e suporte para a criação de nuvens - sejam elas públicas, híbridas ou privadas.

Leandro Souza cobre o Dell World 2013 em Austin à convite da Dell.

Veja também

PARCERIA
Teletex: R$ 10 milhões em vendas Teradata

A Teletex tem aproximadamente 200 colaboradores e faturamento de R$ 100 milhões em 2012.

REPUTAÇÃO CORPORATIVA
Microsoft é a queridinha do Sul

Vencedora na categoria empresa de software da revista Amanhã e do Grupo Troiano.

RIO GRANDE DO SUL
Veja as melhores para trabalhar da TI

Estão listadas 35 companhias, 14 delas do setor de TI.

TECNOSINOS
SAP Labs entra na segunda fase

Com as novas instalações, o número de funcionários subirá para 750 até o final de 2014.