Google quer ir além do Cardboard. Foto: divulgação/Google.

A Alphabet, holding que controla o Google e outras empresas-irmãs da gigante da web, está criando uma divisão própria de realidade virtual para competir com produtos como o Oculus Rift, do Facebook.

Dirigida por Clay Bavor, VP de realidade virtual no Google, a divisão aprofundará as experiências do Google em RV, um segmento onde a empresa já tinha apresentado projetos, mas ainda não tinha nenhuma operação mais concreta.

Até hoje, a participação do Google nesta frente foi com a inclusão de vídeos compatíveis com realidade virtual no YouTube, assim como o projeto do Cardboard, produto que usa ´uma estrutura de papelão e o smartphone para criar um óculos de RV.

Em maio do ano passado, a empresa anunciou uma paceria com a fabricante de câmeras de ação GoPro para permitir a visão de 360 graus em realidade virtual, usando uma nova tecnologia desenvolvida pelo Google.

Segundo reporta o Re/Code, a mudança de Bavor para uma divisão dedicada ao mercado de RV mostra que o Google está levando a sério a ameaça do Facebook e do Oculus, que está perto de ser lançado ao consumidor final, segundo anunciaram as companhias durante a CES deste ano.

O preço do Oculus ainda não foi divulgado, mas provavelmente não será dos mais convidativos, ficando na faixa dos US$ 600. O Google já teve a sua má experiência com o Glass, óculos de realidade aumentada que nunca chegou de fato ao cliente final, e que custava US$ 1,5 mil para os usuários beta.