NUVENS

Mercado Livre roda ERP da SAP no Google Cloud

13/01/2021 13:27

Gigante de e-commerce até agora só havia divulgado uso da concorrente AWS.

Mercado Livre teve uma receita líquida de US$ 1,1 bilhão no terceiro trimestre de 2020.

Tamanho da fonte: -A+A

O Mercado Livre, uma das maiores empresas de e-commerce da América Latina, vai rodar o seu sistema de gestão S/4 Hana da SAP na nuvem do Google Cloud.

O contrato, divulgado pela Google Cloud, marca uma diversificação de fornecedores do Mercado Livre, que até agora havia divulgado somente projetos com a concorrente AWS.

“O programa de modernização da infraestrutura SAP para S/4 Hana envolve múltiplas implementações de modelos distintos para suportar o crescimento das operações e a maior complexidade dos processos de negócio nos principais mercados da América Latina. Ao longo do programa, faremos a migração total dos dados da plataforma SAP para Google Cloud”, explica Dereck Dougall, diretor de sistemas Administrativos do Mercado Livre.

Em nota, o Google ressalta que o Mercado Livre já usava tecnologia da empresa em projetos de “dados, analytics, inteligência artificial, infraestrutura multi-cloud e nossa plataforma colaborativa”. 

Ainda em novembro, a AWS divulgou que o Mercado Livre estava adotando soluções de machine learning e analytics da AWS para se transformar em uma “empresa orientada a dados”.

A empresa de e-commerce já usava o Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2) para processar uma média de 464 visitas e 19 compras por segundo. 

Provavelmente, o Mercado Livre usa boas quantidades de AWS e Google Cloud, além de outras soluções.

Em julho, a SAP divulgou que a empresa usava S/4 Hana para gestão de operações, Ariba para compras, SuccessFactors para gestão de RH e ainda Concur para gestão de gastos em viagens.

Assim como outras empresas de e-commerce, o Mercado Livre está entre os ganhadores da crise do coronavírus.

A empresa teve uma receita líquida de US$ 1,1 bilhão no terceiro trimestre de 2020, aumento de 85% em relação ao mesmo período de 2019.

No Brasil, a gigante chegou a investir em uma frota de aviões para melhorar sua qualidade logística, além de ter recebido autorização do Banco Central para operar como instituição financeira, decisão que abre espaço para consolidar a fintech da companhia (Mercado Pago), que já alcançou US$ 11 bilhões em volume de pagamentos, alta de 142% em relação ao mesmo período de 2019. 

Veja também

CARREIRA
Oppenheimer, ex-SAP, vai para o Google Cloud

Operação de nuvem do Google segue empilhando contratações de alto perfil na América Latina.

BICHOS
Petz otimiza uso da AWS com Solutis

Varejista de artigos para pets decidiu recalibrar sua infraestrutura de tecnologia.

SEGUROS
SulAmérica detecta fraudes com IA

Projeto entregue pela Accenture combina tecnologias como Python, R e H2O. 

CARROS
BMW aposta na AWS

Mais uma montadora decide migrar boa parte do seu ambiente para a nuvem.

CONSTRUÇÃO
Governo faz nova mega compra de nuvem

Brasília dá mais um passo na reformulação da infra de TI do governo.

SALTO
Itaú vai para a nuvem da AWS

Contrato é uma grande mudança de rumos para um dos maiores bancos do país.

VAREJO
Havan: Azure com SOU.cloud

Nuvem da Microsoft é a base de várias iniciativas da varejista catarinense.

DADOS
Mais AWS no Mercado Livre

Gigante de e-commerce usa soluções de machine learning e analytics da AWS.

AÇÕES
XP: inteligência artificial ajuda day traders

Funcionalidade de IA na Clear Corretora é uma mostra dos resultados da abordagem ágil na empresa.

VENDAS
Grupo Herval: novo e-commerce com Oracle

Times de e-commerce da taQi e da Voulevar terão mais autonomia com o Oracle Commerce Cloud.