Santa Catarina aumentou seu número de eletropostos. Foto: Divulgação.

Santa Catarina aumentou seu número de eletropostos com a instalação de dois novos pontos para abastecer veículos e bicicletas elétricas. As novidades ficam no campus da Universidade Federal de Santa Catarina e o outro no posto Ilha Bela, no bairro Itacorubi. 

Além desses, há um eletroposto implantado recentemente em Araquari, no posto Sinuelo, no norte do estado.

Com recursos do Programa P&D ANEEL/Celesc e parceria da Fundação CERTI, o projeto viabiliza o primeiro Corredor Elétrico da região Sul, que contará ainda com a instalação, no primeiro semestre, de uma estação de carregamento de veículos elétricos (VEs) em Balneário Camboriú.

O eletroposto da UFSC oferecerá carregamento semirrápido, mais adequado para as pessoas que trabalham, estudam ou fazem compras nos arredores do campus. O carregamento pode levar de três a oito horas, dependendo do veículo. 

As demais estações são do tipo carregamento rápido, tornando possível reabastecer o VE em 20 minutos.

“Queremos crescer como player do setor de energia, o que envolve esforços em várias frentes de trabalho, como essa, associada às novas tecnologias de transporte seguro e sustentável. Para tanto, contamos com a parceria significativa da Fundação CERTI”, afirma O o presidente da Celesc, Cleverson Siewet.

O eletroposto da UFSC será o primeiro protótipo com tecnologia nacional para hardware e software. 

O software de controle permite o gerenciamento do uso da energia, que é gerada por placas fotovoltaicas. O usuário contará também com um aplicativo para controle do carregamento em tempo real.

“Esses eletropostos vão permitir que o público do Sul se familiarize com a tecnologia, pois o uso de carros elétricos já é viável na realidade brasileira e, à medida em que as pesquisas avancem, esses veículos elétricos ficarão muito mais acessíveis, do ponto de vista financeiro”, completa Cesare Pica, diretor do Centro de Referência em Energia Sustentável da Fundação CERTI.