Gian Paolo Bassi.

A SolidWorks agora tem o seu próprio software de controle de máquinas ferramenta (CAM, na sigla em inglês), batizado de SolidWorks CAM.

A novidade será oferecida em parceria com a Geometric, dona do CAMWorks, um produto de CAM lançado nos anos 80 que foi um dos primeiros a ser homologado pela SolidWorks, há 10 anos atrás.

A oferta é uma nova investida da empresa no sentido de oferecer uma série de ofertas complementares ao seu carro chefe, o software de design (CAD, na sigla em inglês) SolidWorks.

Nos últimos anos, a empresa já havia lançado uma solução focada no projeto elétrico, desenvolvida internamente, e outro focado em design de placas de circuito impresso em parceria com a Altium.

“Estamos investimento em mais integração entre diferentes produtos para mostrar na prática o que o conceito de design to manufacture significa”, comenta Gian Paolo Bassi, CEO da SolidWorks.

Outra integração do tipo descrito por Paolo foi fechada com a Stratasys. Agora, é possível fazer estimativas e impressão de peças em 3D sem sair do ambiente do SolidWorks.

A ideia é que os arquivos 3D do SolidWorks contenham todas as informações sobre um produto a ser fabricado, o que cada vez mais significa partes elétricas e eletrônicas, além do design mecânico pelo qual a companhia se tornou conhecida.

O movimento vem se acelerando desde a chegada de Bassi ao comando da SolidWorks, em 2015. O executivo veio da área de P&D da empresa, o que reforça a ideia de que o objetivo é reposicionar a empresa como um todo.

Um produto próprio de CAM é um passo importante, uma vez que esse tipo de solução é inseparável do CAD. Ao contrário do CAD, um mercado consolidado entre grandes players, o CAM ainda é bastante fragmentado.

O site da SolidWorks lista 12 parceiros em nível Gold para CAM, dentro de uma lista total de quase 100. Todos os parceiros da empresa no Brasil trabalham também com CAM, cada um deles com um produto diferente.

A adesão dos canais e dos seus clientes à oferta da SolidWorks de CAM deve ser lenta. Mas à medida em que o manufatura se sofistica, os benefícios de uma abordagem integrada crescem, o que favorece a empresa no longo prazo.

* Maurício Renner cobre o SolidWorks 2017 em Los Angeles a convite da SolidWorks.