Alguns perfis estão em alta com a pandemia do coronavírus. Foto: Pexels.

O coronavírus está gerando demissões, mas também oportunidades na área de tecnologia.

Um estudo da PageGroup apontou que posições de média e alta gerência e níveis técnico e de suporte à gestão passaram a ser mais demandadas com a pandemia e as médias salariais oferecidas com base no monitoramento da consultoria de RH.

Analista/Especialista de Infraestrutura e Redes

Perfil da vaga: importante que o profissional tenha experiência em operações com redes de dados e/ou afins, além de administração de infraestruturas em geral (ou específica de cada empresa). Experiência com implantação de projetos e certificações são diferenciais.

Salário: R$ 8 mil a R$ 12 mil

Motivo para alta: diante do cenário de Covid-19, centenas de empresas tiveram que migrar rapidamente para o home office e, assim, aumentou-se a necessidade de profissionais especializados em Infraestrutura e Redes com o intuito de suportar todos os acessos remotos com acesso à internet e sistemas remotamente. Além disso, segmentos que são considerados de missão crítica, como saúde, comercio eletrônico e mercado financeiro exigem mais atenção ainda à qualidade dos acessos para que nada saia do ar e atrapalhe as operações diárias.

Analista de Suporte e Service Desk

Perfil da vaga: Conhecimento em tecnologia em geral, infraestrutura e redes. Atenção, comunicação e disponibilidade são competências comportamentais importantes para o cargo. O inglês avançado na maioria dos casos é um grande diferencial.

Salário: R$ 4 mil a R$ 6 mil.

Motivo da alta: Diante do cenário atual, muitas empresas que ainda não possuíam política de home office, tiveram que migrar rapidamente para o modelo e não estavam preparadas para toda uma operação trabalhando de forma remota. Surge então uma alta demanda de chamados, adaptação de bugs e atendimento aos usuários - que com a distância, acabam precisando de suporte muitas vezes durante o trabalho.

Analista de Cyber Security

Perfil da vaga: profissionais que possuam conhecimento em soluções de segurança, sistemas operacionais, bancos de dados e redes.

Salário: R$ 7 mil a R$ 11 mil

Motivo da alta: o movimento de contratação desses profissionais já estava em alta diante da implantação da LGPD no Brasil em 2020. Com a chegada da pandemia e a mudança rápida para modelo de home office, as empresas que ainda não estavam preparadas no que se refere a processos de segurança da informação, sofrem com ataques e fraudes. As empresas aceleraram as buscas a fim de evitar eventuais fraudes e/ou perda de informações sigilosas.

Líder de Cyber Security

Perfil da vaga: os profissionais dessa área em geral possuem histórico de tecnologia e estudos e conhecimentos em políticas de governança, gestão de segurança da informação, riscos e auditoria.

Salário: R$ 25 mil a R$ 35 mil

Motivo da alta: profissionais já em alta desde meados de 2019, as empresas vinham agilizando as buscas por profissionais executivos com alto nível de conhecimento em segurança da informação e crimes cibernéticos. Com a pandemia, muitas empresas aproveitam o cenário para buscarem os melhores profissionais do mercado, evitarem crises de fraudes e vazamento de informações e já aproveitam para preparar a empresa para uma possível transformação digital e consequentemente desenho de novas políticas e processos de segurança.

Especialista em Cloud

Perfil da vaga: experiência e conhecimento em cloud computing, arquitetura híbrida para serviços e arquitetura de datalake e banco de dados distribuídos são os conhecimentos mais procurados.

Salário: R$ 14 mil a R$ 19 mil

Motivo da alta: As empresas tiveram que correr contra o tempo para se adaptarem a um novo formato de trabalho em home office, com isto, muitos projetos de transformação digital e migração de sistemas para cloud que já estavam sendo analisados, foram agilizados. Os especialistas em Cloud (geralmente com foco em AWS ou Azure) apoiam as companhias na sustentação saudável da operação remota e garante que todos os sistemas em cloud funcionem bem e não atrapalhem o dia a dia da operação.

Líder em Data Science

Perfil da vaga: formação acadêmica em exatas como Matemática, Estatística e Física são diferenciais, além de experiências com BI, Analytics e Engenharia de dados.

Salário: R$ 19 mil a R$ 29 mil

Motivo da alta: um dos perfis mais requisitados do mercado, independente do segmento, continua em alta. No novo cenário, os profissionais focados em trazer inteligência e estratégia para as companhias são ainda mais desejados, uma vez que podem ajudar as empresas a encontrar o melhor caminho de operação em um cenário de incerteza. Análise inteligente dos dados nunca foi tão importante e ajuda ainda mais as empresas a se direcionarem no cenário de pandemia e crise econômica.