Se ele fosse um executivo do Sul e estivesse pensando em ERP, as chances de que fosse SAP são de 37%. Foto: flickr.com/photos/wroclawska47a

Com 37% das menções, a SAP foi o sistema de gestão mais lembrado pelos executivos que responderam ao Top Executivo, parte da pesquisa Top Of Mind da Revista Amanhã que aborda as preferências do meio corporativo da região Sul.

Com o resultado, a multinacional alemã aumentou seu mind share em pouco mais de sete pontos percentuais em relação aos 29,3% da pesquisa anterior, no qual o número havia decaído ligeiramente em relação aos 30% averiguados em 2011.

A Totvs, a segunda colocada com 13%, também teve um crescimento frente aos números do ano anterior, no qual registrou 10,7% e principalmente em relação a 2011, quando havia ficado em 5%.

O crescimento deve ter se dado sobre as menções à Datasul, companhia de ERP de Joinville adquirida pela Totvs em 2008, que em 2011 ainda era a principal marca lembrada por 14% dos entrevistados e hoje fica em 3%.

Outra que caiu em citações foi a Microsoft, lembrada por 10% em 2011 e por 3% neste ano. A Oracle foi mencionada por 9% dos entrevistados, número também superior aos 2,7% do ano passado.

Foram ouvidos 100 executivos das companhias listadas entre as 240 maiores do estado conforme o ranking Grandes&Líderes da publicação. Dos pesquisados, 15% citaram outras marcas. Um número preocupante é a quantidade dos que não souberam citar nenhuma: 26%.

APPLE MASSACRA
Chama a atenção também nas respostas de uma mostra corporativa o domínio total da Apple.

Quando a pergunta era sobre smartphones, 33% citaram o iPhone e outros 28% a Apple.

Somando a redundância, o mind share da empresa é de 61%, bem a frente da Blackberry, ex-queridinha do mundo corporativo, que somou 13% e da Samsung, que tem rivalizado a Apple com a linha Galaxy, mas ficou em 11%.

Números similares são registrados no assunto tablet, quando a soma das menções de iPad e Apple totaliza 74%, bem a frente da Samsung, com 10%.

Quando o assunto é notebooks, no entanto, a Dell lidera com 47%, bem na frente da Apple, com 26% e da HP, com 9%.