O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) renovou sua estrutura de telefonia. Foto: Divulgação.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) renovou sua estrutura de telefonia em um projeto conduzido pela InfraTI, integradora com sede em Porto Alegre. 

A ação substituiu a plataforma antiga, baseada em PABX com mais de 20 anos de uso, por um sistema de Comunicações Unificadas baseado em IP. 

O projeto englobou a aquisição da plataforma de Comunicações Unificadas Cisco Call Manager e do Cisco Contact Center Express, para help desk, além dos sistemas de vídeo Codec SX10 e SX20, que foram integrados ao Call Manager.

Os equipamentos foram instalados na matriz do TCE-RS, em Porto Alegre, e também em nove regionais da organização espalhadas pelo Rio Grande do Sul. A plataforma Cisco inclui cerca de 600 ramais de telefone, com capacidade de expansão para até 2,5 mil ramais.

“Sabemos que a solução poderá se adaptar a novas realidades que possam se apresentar no futuro. Considerando-se que a solução atual está bem dimensionada, não existe necessidade de o Tribunal expandi-la no curto e no médio prazo”, salienta Ricardo Menna Barreto, coordenador do Serviço de Redes e Logística de Informática do TCE-RS. 

Sem o novo sistema, a comunicação entre as regionais e a matriz exigiam a realização de interurbanos, elevando os gastos com telefonia.

Além dos ramais, houve aquisição de ferramentas de mensageria interna, 12 salas de videoconferência, 4 aparelhos IP com vídeo integrado que permitem entrar em uma videoconferência por meio de ramal interno, além do sistema de help desk.

Antes, o help desk do TCE-RS se limitava à configuração de um grupo, redirecionando a chamada para um ramal livre dentre os integrantes da equipe de suporte. A plataforma Cisco garante organização de fila de atendimento, disponibilizando as chamadas para os atendentes que estiverem disponíveis, além de passar todos registros de chamadas para o TCE. 

“A plataforma é toda baseada em software, o que garante capacidade de atualização constante. O TCE-RS não fica mais atrelado às limitações de equipamentos físicos”, destaca Augusto Bueno, diretor da InfraTI.

Menna Barreto afirma que a diminuição de custo também se dará pela redução das viagens entre as dez sedes do Tribunal e devido ao roteamento inteligente das chamadas, que serão direcionadas para o tronco que possuir o menor custo com a operadora.

Além de implantar as soluções de Comunicações Unificadas, a InfraTI também trocou a rede LAN de todas as 9 regionais do TCE-RS, em um projeto realizado em parceria com a  Companhia de Processamento de Dados do Rio Grande do Sul (Procergs), que fornece os links de Telecom para o Tribunal.

Este não é o primeiro projeto feito pela InfraTI para o TCE-RS. O Tribunal é cliente da companhia desde 2010, quando a empresa venceu a primeira licitação para atendimento do órgão. De lá para cá, foram diversos trabalhos nas áreas de rede, wireless, entre outras.

Com atuação nacional, a InfraTI é fornece soluções em comunicações unificadas, telefonia IP, segurança do ambiente de TI, além de serviços especializados, suporte técnico, análise de redes e consultoria em TI.

A empresa atende a clientes como Record-RS e Paquetá. A InfraIT é parceira de marcas como Cisco, Microsoft e Fortinet.