Daniel Cardoso, COO da Vogel Telecom. Foto: Divulgação.

A Vogel Telecom contratou Daniel Cardoso como seu novo Chief Operations Officer (COO). O profissional será responsável pelas áreas comercial, de operações e engenharia da empresa. 

Cardoso também assumirá o PMO Corporativo, que abrange garantia de receita, projetos estratégicos e processos.

O executivo é graduado em engenharia de computação pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), possui MBA em general management pela INSEAD, ligada à Universidade de Sorbonne (França) e qualificação em Business Dynamics pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT).

No setor de telecom, foi diretor de estratégia e performance (CSO) e diretor executivo da Vivo. Foi ainda diretor de desenvolvimento corporativo da GlobeNet e diretor de marketing (CMO) da TIM. Desde outubro de 2018, atuava como consultor na Vogel.

“A Vogel se destaca pela combinação de uma rede confiável e de alta capacidade, com um atendimento flexível e foco em soluções inovadoras de acordo com as necessidades de nossos clientes. Um dos nossos desafios é revisar toda a operação do ponto de vista do cliente, qualificando os processos e serviços. Com isso, poderemos crescer cada vez mais em termos de receita e de estrutura”, afirma Cardoso.

A contratação faz parte do planejamento estratégico para 2019, que inclui novos investimentos em infraestrutura e reforço no quadro executivo e comercial.

"Essas transformações fazem parte do alinhamento constante da Vogel às estratégias para 2019. Temos objetivos muito consistentes para este ano, e o envolvimento de nosso time e de profissionais de grande experiência no mercado será essencial para seguirmos em pleno crescimento", avalia Ricardo Madureira, CEO da empresa.

A diretora da Vogel passa a ser composta agora por Ricardo Madureira (CEO), Carla Cardilo (CFO), Daniel Cardoso (COO), Denio Portella (CTO) e Michel Marcelino (CRO).

A Vogel Telecom tem como acionista controlador o Pátria – um dos maiores gestores de investimentos em infraestrutura do Brasil, cujos ativos ultrapassam R$ 30 bilhões.

A rede própria nacional de fibra óptica destinada exclusivamente ao mercado empresarial, está presente em 13 estados, com mais de 24 mil quilômetros de extensão.