Simot faz a leitura do crachá do colaborador via QR code ou CPF. Foto: divulgação.

A cidade Sapiranga, no Rio Grande do Sul, adotou o aplicativo da Paipe, empresa de tecnologia do mesmo estado, para monitorar os sintomas da população e a evolução epidemiológica do coronavírus em tempo real.

Segundo a Paipe, esta é a primeira cidade a adotar a solução batizada de Sistema de Monitoramento de Temperatura (Simot), que foi pensada para gestores públicos e empresas.

O app irá rodar em formato piloto a partir da segunda quinzena de maio e as empresas da cidade que optarem por retomar as atividades deverão adquirir um termômetro infravermelho e baixar o aplicativo via smartphone.

Diariamente, o Simot fará a leitura do crachá do colaborador, via QR code ou CPF e solicitará que seja feita a medição. Em seguida, será preciso digitar a temperatura e demais sintomas para enviar os dados. 

A secretaria da saúde do município terá acesso a esses dados imediatamente, por meio de um painel que gera alertas, informando se há indício do vírus em determinada empresa ou região. Em casos de temperatura acima de 37ºC, a prefeitura recebe um alerta na hora. 

Partindo das informações, será possível analisá-las e desenvolver políticas públicas de saúde voltadas para o controle epidemiológico.

De acordo com a Paipe, a ideia surgiu após perceber que os prefeitos estavam sendo pressionados de um lado pelos empresários para retomar as atividades e, de outro, pela sociedade para que fosse mantido o isolamento. 

Diante disso, a ferramenta foi desenvolvida para que os empresários possam retomar suas atividades de forma segura, fornecendo informações e subsídios para que os municípios realizem o monitoramento da doença.

“É uma forma de dar controle para as autoridades públicas monitorarem se as empresas,  sejam elas da indústria ou do comércio, estão, de fato, realizando as medições de temperatura dos funcionários”, ressalta Marcelo Dannus, sócio e CEO da Paipe.

A prefeitura de Sapiranga já sinalizou a intenção de estender a aplicação para os postos de saúde do município. 

Quando um paciente for até a UPA e passar pela triagem, os profissionais de saúde deverão utilizar o aplicativo para registrar a informação da febre, alimentando a plataforma de dados da prefeitura.

Sapiranga está localizada a 63km de Porto Alegre e possui cerca de 80 mil habitantes. Até a útima segunda-feira, 11, a cidade havia registrado oito casos de Covid-19 e nenhum óbito.

Fundada em 2014, a Paipe atua nas frentes de outsourcing, desenvolvimento de produtos de inteligência artificial e machine learning. Entre os seus clientes, estão a Calçados Beira Rio e Hygra.