Victor Rizzo, sócio diretor de inovação da E-Xyon Tecnologia. Foto: Divulgação.

A E-Xyon Tecnologia foi contratada pelo banco BMG para a realização do serviço de captura antecipada de processos.

Para realizar o processo, as ferramentas da companhia de tecnologia jurídica percorrem diariamente os tribunais do Brasil e informam se houve a distribuição de algum processo contra o banco.

“Com esse serviço o BMG têm conseguido se antecipar à notificação judicial em mais de 100 dias o que permite maior tempo de coleta e subsídios para instrução da defesa, ou para políticas de acordo mais eficazes, bem como identificar novos focos de litígio e até advogados agressores contumazes”, aponta Victor Rizzo, sócio diretor de inovação da E-Xyon Tecnologia.

A partir da estruturação de dados e do uso ferramentas de mineração de dados, é possível chegar a elaboração de diagnósticos de risco jurídico 

“Assim como um médico precisa realizar um diagnóstico para poder propor um tratamento assertivo, esta ferramenta é o meio que permite às empresas saberem por onde começar a trabalhar para mitigação do risco jurídico e redução no enorme volume de dinheiro provisionado para litígios jurídicos”, detalha.

A E-Xyon tem 18 anos de mercado e realiza a análise diária de 100 mil processos cíveis e trabalhistas em todo o país. 

Hoje, a companhia vem investindo em machine learning para incrementar as informações de seu banco com mais de 90 milhões de processos judiciais armazenados. 

A empresa trabalha com robôs e algoritmos capazes de analisar e compreender informações não estruturadas, ou seja, textos jurídicos, arquivos em PDFs e sites espalhados pela rede. 

“Entre 80% e 85% dos dados das empresas estão em formatos não estruturados. O acesso e a análise de dados não estruturados por humanos é demorado, caro e limitado. Nós estamos desenvolvendo algoritmos para a análise automática de uma grande massa de documentos, em larga escala, com a comparação de dados, triagem, extração de informações, classificação, análise semântica e textual para extrair informação útil para o negócio”, explica Rizzo.

A E-Xyon tem 100 funcionários e já assinou contratos com 4 dos 5 maiores bancos brasileiros.