Espanhóis assistem jogo em boteco. La Liga está de olho. Foto: .flickr.com/photos/kevinkrejci/

A La Liga, organizadora do campeonato de futebol espanhol, usou o seu aplicativo oficial para espionar bares que estavam passando jogos sem pagar os direitos de uso.

A entidade recebeu uma multa de € 250 mil dos órgãos de proteção à privacidade do governo espanhol. 

O app foi baixado por mais de quatro milhões de pessoas e tinha uma funcionalidade que permitia a La Liga ligar o microfone. 

Cruzando o áudio obtido com a localização do dispositivo, era possível saber se o usuário estava em um bar que estava transmitindo uma partida sem pagar a taxa da La Liga para transmissões públicas. 

A La Liga confirmou que fazia esse uso do app e disse que vai recorrer, dizendo que agiu legal e responsavelmente, o que provavelmente quer dizer que os termos de uso do app, dezenas de páginas que ninguém nunca lê, autorizavam a arapongagem.   

Ainda de acordo com a entidade, o conteúdo das conversas ou a identidade dos participantes não era analisada. 

De acordo com a La Liga, bares que passam o jogo sem pagar os direitos (o que, aliás, é uma prática muito frequente no Brasil), causam um prejuízo anual de € 400 milhões por ano.