Negócio de maquininhas fundado em 2006 hoje vale US$ 12 bilhões. Foto: divulgação.

A PagSeguro estaria se preparando para entrar no mercado de plataformas de investimento, montando uma equipe para concorrer num negócio de varejo dominado por nomes como XP, Genial e Guide.

Segundo o site Brazil Journal, a companhia acaba de contratar o head de produtos financeiros da Ágora e está buscando mais profissionais das áreas de renda variável e derivativos por meio de uma empresa de headhunters.

Uma das primeiras contratações da companhia para o novo projeto teria acontecido há um ano, quando a PagSeguro nomeou Ana Carolina Camargo, então na Pi Investimentos, como head of investments and exchange.

Camargo também estaria sondado profissionais de outras corretoras sobre posições na PagSeguro.

A entrada da empresa no mercado de plataformas seria uma forma de atrair novos clientes e complementar a linha de produtos do PagBank, seu banco digital lançado há pouco mais de um ano.

O PagBank não estaria tendo muito sucesso em atrair clientes para além da base que já usa as maquininhas da PagSeguro. Hoje, o banco oferece contas de poupança, cartão de débito e de crédito.

“No Brasil, o cara que poupa e o cara que toma crédito são pessoas diferentes. A Pag está com dificuldade de penetrar na base de poupadores porque ela não intersecciona com os donos de maquininhas”, disse um investidor, que acompanha a empresa de perto, ao Brazil Journal.

Depois de montar sua plataforma de investimentos, a PagSeguro deve investir pesado em marketing para entrar no jogo.

“Eles (a PagSeguro) sabem que o mercado de adquirência tem rentabilidade declinante e estão tentando oferecer uma série de opções para manter o cliente no ecossistema,” disse outro investidor ao mesmo site.

Para o Brazil Journal, o desafio está além de tentar penetrar um dos mercados mais disputados da economia, pois a PagSeguro não tem histórico em crédito nem experiência em investimentos.

No PagBank, que ainda representa menos de 10% da receita da PagSeguro, as operações de crédito seriam incipientes e teriam inadimplência relativamente alta.

Para as outras plataformas, a entrada em campo da empresa pode ter consequências caso a PagBank esteja disposta a perder dinheiro na corretagem para ganhar na venda de CDBs, CRIs e fundos, pressionando a receita dos demais.

A PagSeguro foi criada pelo empresário Luiz Frias, um dos herdeiros da Folha de São Paulo. Em 2006, ele viu o tráfego do UOL como uma oportunidade para criar um negócio de maquininhas que hoje vale US$ 12 bilhões.

Neste ano, a empresa deve entregar um resultado de cerca de R$ 1,3 bilhão.