Alexandre Collioni desenvolveu o app em duas semanas. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

Um aplicativo desenvolvido por um estagiário do Centro de Inovação Microsoft, na PUCRS, chegou a 14 mil downloads e ficou duas semanas de julho entre os destaques do Marketplace, a loja de apps do Windows Phone.

Alexandre Fraga Collioni criou em novembro de 2011 o "Caderninho de Gastos", aplicativo gratuito para a plataforma do Microsoft .

Auxiliando o pai no controle financeiro de um comércio, Collioni observou que um aplicativo seria útil para anotar gastos, realizar somas e organizar os orçamentos pessoais ou de pequenas empresas.

“Economistas sempre falam que nunca é bom entrar no 'vermelho'. O aplicativo permite adicionar as receitas e as despesas para ele calcular quanto sobrou e ter este controle”, conta.

Conforme o estagiário, basta ter a ideia para que receba o incentivo dos supervisores na realização de um projeto.

Depois de apresentar o escopo para os professores, o estudante do 6º de Ciências da Computação estudou a complexidade da implementação e em duas semanas desenvolveu o aplicativo.

“Não esperava chegar a 14 mil downloads em menos de um ano. Quando olhei os relatórios em março, vi que cheguei a uma média de 75 downloads por dia. Considero um ótimo número”, diz.

Collioni projeta melhoramentos nas interfaces e novas funções, como despesas por categorias. Atualmente, o serviço é ofertado na versão 1.2, com média de classificação de quatro estrelas.

Sempre com o interesse de programar, o aluno de 20 anos entrou em novembro de 2010 para o Centro de Inovação da Microsoft – que tem mais 20 polos no Brasil, dois deles com foco em aplicativos mobile no Pernambuco e no Rio de Janeiro.

Os Centro de Inovação (CI) trabalham com diferentes tecnologias e plataformas da Microsoft e atendem a diferentes demandas, de acordo com as especialidades do local onde estão inseridos.

Em Porto Alegre, no total, são 32 pessoas, entre professores, funcionários da Universidade e estagiários que atuam no Centro. No setor de mobile, são quatro estagiários e um professor.

A coordenação e orientação nas ideias de Collioni e seus colegas é feita pelo professor Júlio Machado, especialista em aplicativos móveis, e pelo professor Michael Mora, coordenador do CI.

Entre os projetos desenvolvidos pela equipe, está o TAM Mobile, aplicativo da companhia que permite pesquisar destinos e realizar o check-in.

GRANDONA INCIANTE

Um levantamento da consultoria IDC indicou que os smartphones que rodam o Windows Phone tiveram um volume de vendas de 5,4 milhões de aparelhos, o que conferiu à empresa um crescimento de 115,3% e uma participação no segmento de 3,5%.

Por outro lado, Android e iOS responderam por 85% das vendas totais desses aparelhos no segundo trimestre.

Na opinião de Alexandre Collioni, a grandona dos softwares caminhando tranquila no mobile.

“Pelas conversas que tenho com professores, acredito que a Microsoft está arriscando do ponto de vista econômico, mas indo bem”, avalia.