Sol de põe sobre o campus da Faccat.

O Polo de Inovação Tecnológica do Paranhana/Encosta da Serra preferiu não participar do edital do Programa de Apoio de Polos Tecnológicos do RS da secretaria de Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico (SCIT) por não ter um projeto apropriado para tanto.

A informação é de Carlos Fernando Jung, gestor do Polo de Inovação Tecnológica do Paranhana/Encosta da Serra, e veio em uma nota enviada ao Baguete como resposta à matéria “SCTI puxa a orelha da Faccat”, na terça-feira, 07.

De acordo com Jung, o foco do Polo é  oferta de desenvolvimento de tecnologias que atuem na redução de resíduos e na otimização dos processos produtivos industriais, o que não estaria na proposta do último edital.

“O Polo de Inovação do Paranhana/Encosta da Serra, assim agindo, não desprezou a oferta pública de recursos, mas apenas optou por realizar esforços que produzam resultados imediatos. Provavelmente, a decisão dos demais 11 polos, dos 25 existentes no Estado, de não apresentarem projetos neste edital, tenha sido motivada por considerações semelhantes”, afirma Jung.

A última frase pode ser lida como uma cutucada de volta no secretário de Ciência, Inovação e Desenvolvimento Tecnológico (SCIT), Cleber Prodanov, que esteve reunido com o prefeito de Taquara, Délcio Hugentobler (PDT-RS), na quinta-feira, 02, quando fez críticas sobre a não participação do Polo de Inovação Tecnológica do Paranhana/Encosta da Serra no edital.

“É preciso um alinhamento com a universidade para construção de projetos direcionados ao desenvolvimento local, para diversificação da economia e geração de renda e emprego”, disse Prodanov.

A Faccat é a unidade executora do Polo de Modernização Tecnológica do Vale do Paranhana, que une 10 municípios, incluindo cidades como Igrejinha, Parobé, Riozinho, Rolante, Taquara e Três Coroas.

O edital previa R$ 17 milhões, com verbas máximas de R$ 2,5 milhões por Polo. Com as propostas apresentadas, a demanda total foi de R$ 18,7 milhões, 10% a mais do que o disponibilizado.  A SCIT não divulgou outras visitas a outros polos que não apresentaram propostas.