50 alunos da Unisinos irão para o exterior pelo Ciência Sem Fronteiras. Foto: Unisinos.

Através do programa Ciência Sem Fronteiras,  a Unisinos está enviando 50 de seus alunos, em 19 cursos ligados à área de tecnologia e inovação, os alunos irão para instituições na Alemanha, Austrália, Canadá, Coreia do Sul, EUA, Holanda, Itália, Reino Unido, Portugal e Espanha.

Da área de TI, 16 alunos foram selecionados, dos cursos de Engenharia da Computação (6 alunos), Jogos Digitais (3), Engenharia Elétrica (4), Segurança da Informação (1) e Ciências da Computação (2).

É a segunda turma que a universidade envia para o programa. O primeiro grupo, que contou com 18 alunos, viajou à Coréia do Sul por intermédio da iniciativa.

Guilermo Brondani, do curso de Engenharia Elétrica, que seguirá para a Itália, falou em nome dos alunos aprovados: “É uma honra para todos nós ter passado nesse processo tão concorrido que é o Ciência sem Fronteiras. Vamos trazer uma bagagem de conhecimento que, certamente, vai fortalecer o Brasil", comemora.

SOBRE O PROGRAMA
Ciência sem Fronteiras
é um programa que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio e da mobilidade internacional.

A iniciativa é fruto de esforço conjunto dos Ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e do Ministério da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – CNPq e Capes –, e Secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

O projeto prevê a utilização de até 101 mil bolsas em quatro anos para promover intercâmbio, de forma que alunos de graduação e pós-graduação façam estágio no exterior com a finalidade de manter contato com sistemas educacionais competitivos em relação à tecnologia e inovação.