Aperta o cerco da Justiça à Procempa. Foto: divulgação

Claudio Manfrói, ex-conselheiro da Procempa, acabou preso nesta terça-feira, 13, durante a execução de um mandato de busca e apreensão pelo Ministério Público na sua casa.

A ação é da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público como resultado de investigações sobre uma série de irregularidades na companhia municipal de processamento de dados.

Mas Manfrói acabou se complicando por outro motivo: a posse de nove armas em casa, incluindo uma pistola .44 de uso restrito pelas Forças Armadas e uma .38 com a documentação vencida.

Os crimes combinados são inafiançáveis e Manfroi, um quadro influente do PTB que chegou a ser secretário geral do partido no estado e suplemente do senador Sérgio Zambiazi, foi enviado ao Presídio Central.

Também foram cumpridos mandados nas casas da ex-diretora administrativa e financeira Giórgia Pires, ex-mulher de Manfrói, do ex-gerente financeiro Ayrton Fernandes e do ex-presidente André Imar Kulczynski.

Kulczynski e Fernandes também tinham armas irregulares, mas foram liberados sob fiança.

A promotora Martha Weiss Jung , que conduz a investigação, explicou que as buscas foram motivadas principalmente pelo sumiço documentos da companhia.

“Existem processos e notas desaparecidos e o MP recebeu informações de que poderiam estar com essas pessoas”, disse a promotora à Rádio Gaúcha.

As investigações na Procempa começaram em maio deste ano, depois que Zero Hora publicou matérias indicando possíveis fraudes em contratações de serviços, documentaçõe e concessão de benefícios da companhia.

O Ministério Público gaúcho, o governo do estado e a prefeitura indicaram a criação de sindicâncias para apurar as denúncias, o que, em junho, culminou na renúncia do então presidente Kulczynski e do diretor Técnico da estatal, Zilmino Tartari.

No lugar de Kulczynski assumiu interinamente Maurício Gomes da Cunha, vindo da Procuradoria Geral de Porto Alegre.

No fim de julho, Cunha deixou o posto interino e Cristiano Candaten, ex-secretário da Educação e do Meio Ambiente de Passo Fundo, assumiu a presidência da companhia.